Menu
quarta, 20 de outubro de 2021
Brasil

Alckmin sanciona lei que irrita a Fifa

14 Out 2011 - 10h45

Na semana que antecede ao anúncio do local de abertura da Copa do Mundo de 2014, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, sancionou uma lei estadual que assegura a meia-entrada para eventos esportivos a estudantes e idosos. Isso vai na contramão das discussões que o governo federal tem travado com a Fifa, que não aceita arcar com os custos de subsidiar parte dos ingressos. E pode atrapalhar a candidatura do estádio do Corinthians, em Itaquera, favorito a receber a partida inaugural - a decisão será tomada nas reuniões do Comitê Executivo da Fifa, na quinta e sexta-feira.

Outras sedes que concorrem à abertura estão fazendo o contrário. No Distrito Federal, o governador Agnelo Queiroz afirmou que pretende fazer os ajustes necessários à lei distrital de meia-entrada para atender aos desejos da Fifa. Eduardo Paes, prefeito do Rio de Janeiro, local de encerramento do Mundial, pediu compreensão de todos quanto às exigências da Fifa.

No lado paulista, Alckmin sancionou a lei n.º 14.590, que, entre outras coisas, diz em seu artigo 6.º que "os organizadores do evento esportivo deverão assegurar meia-entrada aos estudantes e pessoas com idade superior a 60 (sessenta) anos, enquanto houver lugares disponíveis no estádio ou estiverem à venda os ingressos normais."

O texto estava dentro do projeto de lei n.º 177/10, de autoria do deputado estadual Enio Tatto, que tratava da volta das bandeiras com mastro aos estádios. Esse artigo foi vetado por Alckmin.

A discussão sobre meia-entrada na Copa tem deixado os dirigentes da Fifa de cabelo em pé. A entidade gostaria que a legislação fosse alterada, pelo menos durante o Mundial. O argumento é que teria custo significativo para a entidade vender ingressos pela metade do preço para determinada camada e que, se fizesse o oposto, aumentar o preço dos bilhetes, quem não é estudante nem idoso seria penalizado.

O governo federal não abre mão da meia-entrada para os idosos e já disse isso à Fifa. Nesse item, não deverá haver problemas. Mas tanto o governo federal quanto os estaduais, incluindo o paulista, cogitam suspensão temporária dos direitos de meia-entrada para estudantes. A intenção do Planalto é repassar para os Estados essa atribuição e, desta forma, a negociação da Fifa teria de ser com as 12 sedes. (O Estado de São Paulo)

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias