Menu
domingo, 22 de abril de 2018
Polícia

Rocam encontra fábrica de DVDs e CDs piratas na Vila Santo Antônio

16 Jun 2008 - 22h52Por Redação São Carlos Agora
Policiais militares da Rocam (Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas) localizaram na tarde desta segunda-feira uma verdadeira fábrica de DVDs e CDs piratas. Essa foi a maior apreensão ocorrida na cidade. O local era uma casa comum, que não levantava suspeitas, localizada na rua Antonio Rodrigues Cajado, na Vila Santo Antônio. Devido a grande quantidade de material encontrado no local foi necessário o apoio de um caminhão baú da própria PM para realizar o transporte. Além dos discos, foram localizados no interior da residência, computadores, impressoras, cigarros do Paraguai e rádio HT. Tudo foi apreendido no 2º Distrito Policial. Em outra casa no Jardim Monte Carlos também foram localizados material pirata e uma pistola 9 milimetros de uso exclusivo das Forças Armadas. A apreensão só foi possível após a Polícia receber uma denúncia anônima indicando os possíveis autores de um roubo ocorrido no interior de uma chácara na represa do Broa, na semana passada. Na ocasião uma família inteira foi rendida por três marginais que roubaram diversos produtos do imóvel e uma caminhonete Blazer. Após o roubo a Polícia Militar pediu apoio a 1º companhia de São Carlos, que passou a procurar pelos bandidos na cidade.A operação começou por volta da 12h. Segundo apurado, após prender três homens, os quais foram reconhecidos no roubo na represa do Broa, os PMs da Rocam conseguiram chegar até a casa do comerciante W. L.O., localizada na avenida Madre Cabrini, 766, Jardim Monte Carlo, onde uma mulher de 28 foi detida e no interior da casa foram localizados vários CDs e DVDs piratas, além de 51 munições calibre 9 milímetros, 13 munições calibre 38, 5 para calibre 32, 21para pistolas calibre 380, uma espingarda de pressão, uma impressora e uma pistola calibre 9 milímetros.  Por volta das 13h, durante diligencias ligadas ao caso, os policiais detiveram uma mulher e foram até a rua Antônio Rodrigues Cajados, Vila Santo Antônio, onde encontraram um rapaz de 20 anos e outros três jovens com idade entre 16 e 17 anos, os quais alegaram que trabalhavam para o comerciante W. L.O. e que aquela casa servia para produzir CDs e DVDs piratas que eram enviados para São Carlos e região.No interior da residência os policiais se surpreenderam com a quantidade de produtos existentes, entre eles: Caixas lacradas com CDs e DVDs piratas com os mais diversos títulos, além de capas, impressoras e computadores especiais para produção em larga escala.Como um efeito dominó, ao tomarem conhecimento do trabalho da Polícia Militar, diversos comerciantes passaram a fechar seus comércios de venda de CDs e DVs piratas, pois imaginavam que a polícia poderia ligá-los à contravenção.Somente por volta das 16h foi que todo o material e os envolvidos foram encaminhados ao 2º Distrito Policial, onde o delegado Walkmar da Silva Negré tomou ciência dos fatos. Uma das vítimas do assalto ocorrido no Broa também esteve na delegacia e acabou reconhecendo os três bandidos como sendo os mesmos que entraram em sua chácara e praticaram o crime. A mulher acabou desmaiando durante o reconhecimento e teve que ser socorrida pelos policiais civis. Como o assalto ocorreu na área pertencente à Itirapina, os acusados foram levados pela PM até a delegacia daquela cidade, onde após serem ouvidos foram liberados.Quanto a produtora de CDs e DVDs estourada em São Carlos, todo material, cerca de 150.000 CDs e DVDs gravados e ainda lacrados foram apreendidos e somente após ouvir os três jovens encontrados no interior da falsa produtora e a própria moradora do imóvel, foram liberados e o comerciante W. L.O. que ainda não foi localizado foi indiciado pela violação de direitos autorais e deverá responder pelo porte ilegal de arma, a qual foi localizada em sua residência.
comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias