Menu
quarta, 12 de dezembro de 2018
Polícia

Fiscalização verifica 450 estabelecimentos em três dias

25 Out 2007 - 17h09Por Redação São Carlos Agora
O trabalho em conjunto envolvendo órgãos estaduais como a Policia Militar e Comissários de Menores e órgão municipais como os fiscais da secretaria municipal da Habitação e Desenvolvimento Urbano aos poucos vem conquistando resultados positivos para São Carlos. Desencadeada no final de 2006 e intensificada este ano, as operações realizadas em bares, lanchonetes, boates e até em praças pública, vem regularizando a situação destes estabelecimentos e locais de diversão no intuito de manter a ordem pública em várias regiões da cidade. Na semana passada a Força Tarefa se reuniu novamente e realizou uma operação noturna nos dias 18,19 e 20.450 estabelecimentos e locais públicos de diversão foram visitados pelos policiais, comissários e fiscais municipais. Como sempre o objetivo do trabalho foi verificar a permanência de menores em desacordo com o Alvará Judicial, venda de bebidas alcoólicas para menores de 18 anos, além de coibir o tráfico e uso de entorpecentes e verificar denúncias de perturbação de sossego, barulho, algazarras e horário de funcionamento conforme determina o decreto municipal 405/06. Quinta-feira- No primeiro dia a operação teve por finalidade fiscalizar os estabelecimentos comerciais no meio de semana para verificar o cumprimento do horário de funcionamento principalmente aqueles que exercem a atividade de música ao vivo.Oito bares que exercem esta atividade foram vistoriados e todos estavam com o Alvará de Licença atualizado e cumprindo as exigências previstas quanto à emissão de ruídos.O Sanca Bar, localizado na rua 7 de Setembro, 2095 , centro foi notificado a apresentar o projeto de adequação acústica para continuar exercendo a atividade de música ao vivo.Uma irregularidade foi constatada quanto ao descumprimento do horário de funcionamento no bar do Waldir que fica na Rua 28 de Setembro. O bar foi fechado e posteriormente será multado. Sexta-feira- Na segunda etapa da operação foram vistoriados bares no Jardim Paulistano, Parque Industrial, Cidade Jardim e Jóquei Clube. Todos os estabelecimentos encontravam-se fechados cumprindo o horário de funcionamentoDepois foram realizadas operações em bares na Santa Felícia, Romeu Tortorelli, Cruzeiro do Sul, Gonzaga e Cidade Aracy. A maioria dos estabelecimentos visitados também estava cumprindo o horário de funcionamento.No bar da Júlia na rua Elistário Fernandes Araújo,197, Cruzeiro do Sul os fiscais encontraram o estabelecimento aberto a meia noite e por isso foi aplicada uma notificação (preliminar) para o estabelecimento funcionar dentro do horário estipulado pelo decreto municipal.Ainda na sexta em torno da 0h10 a Força Tarefa vistoriou os bares na rua 7 de Setembro em frente a Câmara Municipal. A Prefeitura Municipal e a Polícia Militar estipularam que os estabelecimentos que exercem a atividade exclusiva de bar deveriam fechar seus portões até a meia noite. Os dois bares que possuem música ao vivo e que cobram ingressos para adentrar no local poderão continuar funcionando normalmente. Essa medida adotada há duas semanas vem diminuindo gradativamente os problemas do local conforme afirmou o 2º tenente Rodrigo Dellanina. Ele disse também que esse trabalho da Força Tarefa, visa aumentar as forças para que a ordem,sossego e moral pública sejam mantidas em nossa cidade, bem como as irregularidades existentes sejam sanadas com as fiscalizações realizadas. Os três bares da rua 7 fecharam a meia noite e cumpriram o horário de funcionamento acordado.Para finalizar a noite, foi realizado um trabalho preventivo na Praça XV onde há diversas denúncias de menores de 18 anos bebendo e usando drogas. Nas diligências realizadas na praça não foram constatadas irregularidades Sábado –No terceiro e último dia da operação a Força Tarefa vistoriou o Espaço Real na avenida Bruno Ruggiero Filho 650, Santa Felícia, devido às diversas reclamações de perturbação de sossego que havia no local. O estabelecimento foi notificado a emitir ruídos de acordo com os padrões regulamentares. O fiscal Rodolfo Tibério Penela afirmou que o estabelecimento terá que passar por um processo de adequação acústica para continuar as atividades no local.Em seguida os fiscais, policiais e comissários iniciaram as vistorias em bares da Vila Nery, Douradinho, Tangará e Maria Stella Fagá. Todos os estabelecimentos encontravam-se fechados e cumprindo o horário de funcionamento. Depois foi a vez dos bares localizados no centro que possuem alvará de horário especial de funcionamento. Todos os estabelecimentos estavam cumprindo as normas e exigências estabelecidas para o devido funcionamento, o mesmo ocorrendo nos bares da rua 7 Setembro em frente a Câmara.Os comissários de menores flagraram na via pública o maior L.M.J passando bebida alcoólica para um adolescente. Foi confeccionado um boletim de ocorrência Judiciário para a apuração dos fatos. Finalizando os trabalhos foram realizadas vistorias em shows que eram realizados na Usina de Eventos, Moinho Santa Maria, Banana Brasil e Café Cancun onde não foram encontradas irregularidades penais e judiciais.“Percebemos que o funcionamento dos bares e similares em horário reduzido e com exigências de documentação vem contribuindo em, grande porcentagem para que os problemas de segurança pública como violência, barulho, brigas, tumultos, perturbação de sossego sejam diminuídos em nossa cidade”, finalizou tenente Rodrigo.
comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias