Menu
domingo, 20 de setembro de 2020
Polícia

Vigilante de 66 anos é preso acusado de tentar abusar de adolescente

19 Mai 2009 - 09h27Por Redação São Carlos Agora
0 - 0 -
Domingos sendo encaminhado até a viatura policialNo dia do combate ao abuso, policiais militares de São Carlos prenderam na noite desta segunda-feira (18) um vigilante de 66 que estava prestes a praticar sexo com um adolescente de 14 anos. Gonzaga Rufino Domingos foi surpreendido em sua cama sobre o menor. Ele recebeu voz de prisão e disse que este não seria o primeiro caso e que já havia abusado de outros menores na sua própria casa.

A prisão aconteceu por volta das 19h20 na rua Joaquim Augusto Ribeiro de Souza, 1153 – casa 03, Santa Felícia. Os policiais militares cabo Coelho e soldado Ricardo Augusto foram informados por um vizinho que possivelmente Domingos estaria abusando de menores, já que era comum a entrada e saída de crianças e adolescentes de sua residência e que naquele momento havia acabado de entrar um garoto. Os PMs foram até o local e aguardaram ao lado da janela do quarto do imóvel, que fica nos fundos de um conjunto de kitnets. Por mais de 20 minutos os policiais ouviram palavras com tom sexual desferidas pelo vigilante.

Percebendo que realmente a denúncia se confirmava os policiais resolveram entrar no local. Quando eles ganharam o quarto avistaram a lamentável cena onde o vigilante estava sobre o adolescente. Ambos estavam vestidos, mas o próprio acusado confessou que praticaria sexo anal e oral com o menor. Um dos policiais ainda fez uma foto para servir como prova para incriminar o vigilante.

A equipe de reportagem do São Carlos Agora esteve no local e conversou com Domingos. Ele confessou que freqüentemente praticava sexo com adolescentes e normalmente costumava ser passivo. “Eu acho que sou doente. Não tem o viciado em drogas? Eu sou igual, não consigo parar”. O vigilante declarou que desde os 13 anos está nesta vida. Segundo ele, para atrair as vítimas oferecia dinheiro, guaraná e bolachas. Para intimidar suas vítimas ele ameaçava de morte os pais dos adolescentes. Vizinhos da casa disseram que diariamente menores eram vistos entrando e saindo da casa do acusado. “Todo dia era um entra e sai. Pensei em denunciar, mas fiquei com medo. Um dia ele chamou a minha filha de 3 anos para ir até a casa dele, mas desconfiada não deixei”, disse uma das vizinhas que não quis se identificar.

No quarto os policiais encontraram várias camisinhas, porém Domingos disse que não usava preservativos em seus atos sexuais.

O vigilante trabalhava em uma empresa de segurança da cidade e prestava serviços na pista de skate do Santa Felícia, onde na maioria das vezes escolhia as suas vítimas, já que o local é bastante freqüentado por adolescentes.

Domingos foi encaminhado ao Plantão Policial onde foi autuado em flagrante por atentado violento ao pudor e recolhido ao centro de triagem. O delegado Gerado Souza Filho classificou o ato do acusado como nojento e irracional e parabenizou os PMs pela prisão. Ele acredita que com a divulgação do caso pela imprensa, novas vítimas deverão aparecer.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias