domingo, 14 de agosto de 2022
Polícia

Esposa de homem que invadiu bar armado com taco de beisebol se defende e diz que motivo foi som alto

Mulher mora junto com o marido em um conjunto de apartamentos que está localizado nos fundos do estabelecimento

12 Jan 2022 - 08h48Por Redação São Carlos Agora
Esposa de homem que invadiu bar armado com taco de beisebol se defende e diz que motivo foi som alto - Crédito: Reprodução Crédito: Reprodução

Na última segunda-feira (9) o portal São Carlos Agora publicou duas reportagens a respeito de um homem que invadiu um bar no Parque Arnold Schmidt. Armado com um taco de beisebol, ele teria danificado objetos no estabelecimento. A esposa do homem procurou a redação do jornal para dar a sua versão. Segundo ela, boletins de ocorrência e até ação pública no Ministério Público foram registradas devido a problemas de barulho e algazarra que acontecem no bar.

A mulher mora junto com o marido em um conjunto de apartamentos que está localizado nos fundos do estabelecimento.

O SCA teve acesso a um B.O. registrado pela empresária Débora Piovezan através da delegacia eletrônica no dia 25 de dezembro do ano passado.

Segundo o documento, os moradores do condomínio estão há meses convivendo com barulho do bar, que no dia de Natal, ela e o marido ficaram sem dormir. Denunciou ainda que antes o barulho era só na sexta e no sábado, entretanto, passou a ser durante a semana também.

Ainda segundo o B.O., Débora fez contato várias vezes com os proprietários do bar, mas segundo ela, nada fizeram para solucionar o problema. Ela também abriu protocolos junto a Prefeitura Municipal, mas não obteve respostas. Declarou ainda estar com a saúde debilitada, devido ao estresse e privação de sono causados pelo barulho.

Ainda segundo a empresária, um abaixo-assinado já foi realizado entre os moradores do condomínio e entregue ao Ministério Público.

A invasão

Segundo o boletim de ocorrência registrado pela comerciante de 31 anos, ela acionou policiais militares e relatou que adquiriu o bar há aproximadamente um mês e no dia em questão o acusado teria entrado pelos fundos e com um taco de beisebol, danificou churrasqueira, mesas, cadeiras, ameaçou músicos e clientes, que deixaram o local sem pagar.

O motivo seria o barulho feito no bar e que estaria incomodando o vizinho. Disse ainda que dias antes, seu sócio teria ido até o apartamento do acusado a convite da esposa dele para constatar tal barulho, quando teria ocorrido agressões contra sua pessoa.

 

Leia Também

Últimas Notícias