Menu
domingo, 19 de maio de 2019
Polícia

Casal que abusava de menina de 9 anos é condenado a 18 anos de prisão

13 Mai 2015 - 08h45
Casal fugiu, mas acabou preso em Buritama. (foto Araçatuba News) - Casal fugiu, mas acabou preso em Buritama. (foto Araçatuba News) -

Foi condenado a 18 anos de prisão o casal que acusado de abusar de uma menina que na época tinha 9 anos e é filha da acusado. O júri ocorreu nesta terça-feira (12), no Fórum Criminal de São Carlos.

David de Souza Toneto, 32 anos, e a companheira dele, Cássia Amaral de Souza Redondo, estão presos na região de Ribeirão Preto. Eles deverão cumprir o crime de estupro de vulnerável em regime fechado.

Cássia além da abusar da filha, aceitava que o parceiro também fizesse o mesmo.

Acompanhe o caso

O casal que chegou a ser preso no último dia de 2013 pela Polícia Militar acabou sendo liberado na delegacia na ocasião por falta de provas, mas no dia seguinte teve a prisão decretada pela Justiça. Eles fugiram, mas acabaram presos durante uma operação da Polícia Civil em Buritama, região de Araçatuba. A prisão foi feita por uma equipe do GOE-20 (Grupo de Operações Especiais).

A menina, vítima dos abusos, é filha legítima de Cássia, segundo a polícia. A mulher confessou o crime, admitindo que introduzia dedos nos órgãos genitais da filha. Na época David negou ter mantido relações sexuais com a menina.

O crime foi descoberto no final de dezembro de 2013. Após denúncia de uma tia, a polícia chegou até a menina, que relatou as ocorrências de estupro.

Exames clínicos realizados na época comprovaram os abusos, que eram cometidos em supostos rituais para iniciação sexual da menina, conforme a polícia.

A criança ficou internada em um hospital por quase uma semana e depois ficou sob a proteção da Justiça e assistência do Conselho Tutelar.

Em uma declaração à polícia de São Carlos, Cássia chegou a dizer que também teria iniciado a vida sexual aos 9 anos de idade, após suposto abuso.

"Descobrimos que esse casal estava escondido aqui em Buritama e realizamos o cumprimento do mandado de prisão", disse o delegado titular de Buritama, Paulo de Tarso Leite de Almeida Prado no dia da prisão.


comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias