Menu
domingo, 20 de setembro de 2020
Monstruosidade

Cachorrinho João é abandonado em um saco de lixo no Aracy

Desnutrido e com cinomose, ele corre risco de morte e vive em um lar temporário; Grupo Pro-Animal faz campanha para ajudar no tratamento

20 Jul 2018 - 12h24Por Marcos Escrivani
Abandonado em um saco plástico amarrado: João esteve próximo da morte no Aracy - Crédito: DivulgaçãoAbandonado em um saco plástico amarrado: João esteve próximo da morte no Aracy - Crédito: Divulgação

Uma monstruosidade e um ato de extrema maldade foi cometido contra um indefeso cachorro, acometido de cinomose (doença infectocontagiosa) e desnutrido. Resgatado por voluntárias do Grupo Pró-Animal, ele luta para sobreviver. Uma campanha solidária está sendo feita para que um tratamento médico-veterinário seja feito, já que os custos são elevados.

A história do cachorrinho, que ganhou o nome de João, e tem aproximadamente 1 ano e meio, é comovente. O São Carlos Agora entrou em contato com a cuidadora de animais Maria José da Silva, 45 anos, que forneceu detalhes sobre o resgate do sofrido cachorrinho.

“Ele é mais uma vítima da crueldade e do abandono”, disse. Há dois anos no grupo, Maria José afirmou que João foi resgatado na quarta-feira, 18, na rua 27, no Cidade Aracy I. Ele estava em um saco de lixo amarrado. “Aquela região é onde há mais abandonos e crueldade contra animais”, disse.

Com várias pessoas solidárias que residem naquela região, Maria José afirmou que na quarta-feira garotos foram jogar bola em um campinho quando notaram o saco de lixo se mexer. Ao abrirem, viram o cãozinho praticamente desfalecido.

“Eles tiraram o cachorrinho do saco e chamaram por ajuda. Uma conhecida entrou em contato com o Grupo e fomos resgatá-lo. Hoje ele está em um lar temporário, mas corre risco de morte”, disse Maria José.

João foi levado para uma clínica e passou por vários exames e hoje se alimenta. “Mas ele corre risco ainda, pois é portador da cinomose e essa doença é muito perigosa”, comentou.

Diante da atual situação e por necessitar da solidariedade de pessoas que presam pela vida animal, o Grupo Pró-Animal iniciou a campanha com o intuito de angariar recursos.

“O tratamento necessita de mais medicamentos, boa ração, vitaminas. A gente conta com a sociedade são-carlense para ajudar a salvar o João”, finalizou.

Quem puder colaborar, a doação pode ser realizada na conta do grupo Pró-Animal - Banco do Brasil - Agência 6845 4 - conta 22100 7. Ou ainda pelo fone 16 98147-6629 (Maria José).

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias