Menu
sábado, 06 de março de 2021
Eleições 2016

Lineu diz que seu governo focará saúde, educação e desenvolvimento urbano

15 Set 2016 - 05h30
0 - 0 -

Foto: DivulgaçãoNa terceira entrevista com candidatos a prefeitura de São Carlos, na eleição que acontece no dia 2 de outubro, o São Carlos Agora revela nesta quinta-feira, 15, a plataforma de governo de Lineu Navarro (PT), que respondeu às 17 perguntas elaboradas pelo portal.

O candidato petista disse que a prioridade nos quatro anos do seu governo, caso eleito, será saúde, educação e desenvolvimento urbano. "Melhorar a qualidade de vida da população, de maneira participativa, trazendo a sociedade para reconstruir as políticas públicas do município de São Carlos", emendou Lineu.

FICHA

Nome completo: Lineu Navarro

Idade: 59 anos

Formação profissional: Professor de história

Partido: PT

Coligação: PT

Candidato a vice: Cândida Santos

Chapa com quantos vereadores: 18

A ENTREVISTA

Na sequência, o que Lineu pretende realizar, caso seja eleito prefeito de São Carlos:

São Carlos - Quais são as prioridades de sua plataforma eleitoral?

Lineu Navarro - Saúde, educação e desenvolvimento urbano. Melhorar a qualidade de vida da população, de maneira participativa, trazendo a sociedade para reconstruir as políticas públicas do município de São Carlos.

SCA - Na segurança pública qual a meta do seu governo?

Lineu - Diminuir os índices de violência e insegurança da população, tendo 5 questões como eixos: 1- implementar o Plano Municipal de Segurança Pública, apresentado à sociedade há 13 anos e que foi inclusive premiado pelo Governo Federal; 2 - colocar em funcionamento as 12 câmeras de segurança que estão paralisadas, conquistadas juntamente com outras 12 no governo do Oswaldo Barba. Nossa meta é ter 80 câmeras de segurança até o final do mandato; 3 - Reajustar o valor da Atividade Delegada de acordo com o valor da Diária Especial por Jornada Extraordinária de Trabalho da Polícia Militar (Dejem); 4 - aumentar o efetivo da Guarda Municipal, de acordo com a legislação, que prevê um maior efetivo atuando na cidade, além de manter um processo contínuo de aquisição de novos equipamentos; 5- ampliar os projetos sociais e esportivos, principalmente nos bairros da periferia.

SCA - Na educação o investimento de recursos será maior ou seguirá a mesma política dos governos do Estado e da União?

Lineu - Para o município a obrigação legal é que 25% do orçamento sejam destinados à educação, porém São Carlos destina cerca de 31%. Nossa meta é continuar neste parâmetro e, se pudermos, iremos aumentar, jamais iremos diminuir. A educação deve ser prioridade de qualquer governo e não será diferente no nosso.

SCA - São Carlos tem hoje problemas com infra-estrutura. Ruas esburacadas e bairros sem asfalto. O que pretende realizar nos próximos quatro anos?

Lineu É necessário fazer um levantamento concreto, em parceria com as universidades, sobre a real situação da pavimentação do asfalto das ruas em todos os bairros de São Carlos. A partir daí, decidir que tipo de operação de recape deve ser feito, com metas, objetivos e prazos para um novo processo de recape nas ruas.

Atualmente, São Carlos tem poucas ruas de alguns bairros sem asfalto. O maior espaço sem asfalto se concentra no Parque São José, que a atual administração perdeu quase R$ 4 milhões em recursos que tinham sido destinados pelo Governo Federal em forma de financiamento. Vamos reconquistar esse financiamento do Parque São José e as demais ruas sem asfalto na cidade faremos o pavimento com recursos do Fundo Municipal de Desenvolvimento Urbano.

SCA - A questão pública de fornecimento de água não agrada. Tarifas consideradas elevadas para um serviço tido como deficiente. Qual a meta da administração?

Lineu - Quero deixar claro que sou contra a privatização ou concessão de qualquer tipo de serviços prestados pelo SAAE na cidade. O SAAE é uma autarquia importante e que possui servidores extremamente competentes. O que precisamos é de uma gestão eficiente, que seja capaz de estabelecer metas exequíveis. Iremos exigir do SAAE que implante o mais rápido possível um plano de redução das perdas provocadas por vazamentos, além de concluirmos as interligações da rede de estabelecimento de água iniciadas na gestão do prefeito Newton Lima.

SCA - Ainda sobre o problema de fornecimento de água, São Carlos sofre com vazamentos de água em praticamente todos os bairros, bem como esgoto que não comporta a demanda. Há um plano para que isso seja minimizado?

Lineu - Os vazamentos têm a ver com as redes que estouram nas ligações, que são influenciadas pela antiguidade das tubulações, que precisam ser substituídas periodicamente. Vamos pleitear investimentos do Governo Federal para solucionar esse problema. Quanto ao esgoto, iremos buscar novamente o financiamento para a construção da Estação de Tratamento de Esgoto da Bacia do Mogi, que foi conquistado pelo governo Barba e perdido pelo atual prefeito.

SCA - O esporte em São Carlos é decadente nos últimos 20 anos. Não há escolinhas de esporte em todas as modalidades e muito menos equipes de alto rendimento. Qual será o investimento nesta área?

Lineu - Nossa proposta é recuperar e dar manutenção aos espaços esportivos da cidade e ter parcerias efetivas com entidades esportivas, para que essas também recebam recursos públicos. Investir no esporte amador, além de revelar atletas é fundamental para tirar os jovens das ruas. É preciso lembrar que o governo Newton Lima concluiu o ginásio Milton Olaio que foi palco de importantes eventos esportivos, como Futsal, Vôlei, Basquete e Handebol. Esses eventos, além de movimentar a cidade, também incentivam os jovens a se ingressarem no esporte. Já no governo Barba, a cidade conquistou a pista de atletismo que ainda não recebeu a atenção que merece.

SCA - Ginásios, estádios, campos e pista de atletismo municipais estão sem conservação adequada. Haverá reformas ou construção de novas praças?

Lineu - Inicialmente, vamos reformar todos os equipamentos públicos existentes, é inadmissível deixar a cidade abandonada como está hoje. Depois, à medida da necessidade, iremos construir novos equipamentos públicos. Devemos implantar um grande complemento esportivo na Santa Felícia, cinco quadras poliesportivas na região da Cidade Aracy e dez academias ao ar livre nas praças da cidade.

SCA - Há carência de moradias populares. A sua administração tem ciência? Têm plano para dar oportunidade as pessoas de terem sua moradia?

Lineu - Sim. Vamos buscar novos projetos do Minha Casa, Minha Vida que trouxe mais de 4 mil moradias para São Carlos nos últimos anos, especialmente para a população com renda entre 1 e 3 salários. Vamos implantar loteamentos sociais, totalmente urbanizados, e com prestações que cabem no orçamento das famílias.

SCA - O transporte público passa por transição. Como a sua administração irá encarar tal problema no sentido de dar transporte digno a população são-carlense?

Lineu - Temos que fazer uma pesquisa de Origem e Destino urgente. É preciso conhecer o problema. A cidade cresceu, muitos bairros novos passaram a existir e é fundamental sabermos exatamente qual a real necessidade da nossa população. A partir dessa pesquisa vamos traçar um Plano de Mobilidade Urbana para estruturar o transporte coletivo de nossa cidade. Hoje o transporte é caro e não atende de maneira satisfatória a nossa gente. Infelizmente, o atual governo deixou este assunto enrolado durante dois anos. Vamos precisar rever a concorrência que está sendo realizada por essa gestão. O importante é que vamos resolver esse problema, a Prefeitura, sob a minha gestão, irá definir o horário das linhas, a quantidade, onde estão as principais necessidades e, acima de tudo, iremos fazer uma forte fiscalização da empresa que vencer a licitação. Todo são-carlense sabe a importância que tem o transporte coletivo na cidade e o nosso compromisso é de melhorar esse serviço.

SCA - O trânsito em São Carlos é caótico, principalmente nos horários de pico. Há planejamento para solucionar tal problema?

Lineu - Nossa proposta é discutir com a sociedade um Plano de Mobilidade Urbana, que depois será transformado em lei em São Carlos. Não haverá soluções mágicas, São Carlos tem ruas estreitas e poucas avenidas com uma frota de mais de 130 mil veículos, entre carros, caminhões e ônibus e cerca de 30 mil motocicletas, segundo dados de 2015 do Denatran. No entanto, precisamos encontrar, junto com a população, alternativas que ofereçam um trânsito mais seguro, rápido e que proporcione melhor qualidade de vida para todos. Nos governos Newton Lima e Barba nós conquistamos os recursos junto ao Governo Federal para a duplicação da passagem da Praça Itália, de um Viaduto que ligaria a avenida Morumbi ao Cedrinho e deixamos tudo pronto para a continuação da Marginal do Tijuco Preto e da ligação entre a região da Escola Educativa até a Capitão Luiz Brandão. Essas obras ajudariam muito a desafogar o trânsito na região central. Infelizmente, o atual governo não levou a sério esses projetos estruturantes e perdeu os recursos ou abandonou as obras. Vamos retomar todos eles.

Precisamos reconhecer o que de bom foi feito em gestões anteriores. Entre 2001 e 2012, São Carlos ganhou obras importantíssimas que ajudaram o trânsito, como a estrada de ligação entre os bairros Botafogo e Zavaglia, e do Zavaglia ao Antenor Garcia, as avenidas que dão acesso ao Ipanema e Moradas, a duplicação da Marginal da Chaminé, antes ainda tivemos a duplicação da Miguel Petroni, no Santa Felícia, a construção da marginal do campus 1 da USP e a duplicação da curva do Joinha.

SCA - Quanto às enchentes na baixada do Mercado Municipal e em áreas consideradas de risco. Qual a proposta da nova administração?

Lineu - Dentre as medidas urgentes estão à construção de um piscinão na região do CDHU, e a abertura da passagem da rotatória do Cristo. Vamos dar continuidade às obras já previstas anteriormente em estudos técnicos, em posse da Prefeitura Municipal. Mais uma vez não podemos esquecer que muitas obras foram feitas na região da Baixada do Mercado e que minimizaram o problema, todo o canal do Gregório foi canalizado, o que impediu as erosões, a rotatória do Cristo recebeu importantes melhorias, a calha do Gregório em frente ao Mercado foi rebaixada, a ponte da São Joaquim foi refeita, mas, infelizmente, a atual gestão não buscou novos investimentos. Não realizou quase nenhuma nova obra para diminuir as enchentes que tanto atrapalham nossa cidade, especialmente os comerciantes da baixada.

SCA - Existem problemas na rede municipal de ensino quanto a falta de professores e de vagas. São Carlos terá mais Emeis, Cemeis e creches?

Lineu - É necessário fazermos um Censo Escolar para sabermos efetivamente quantas crianças estão fora da escola, e aí a prioridade é a quantidade de novas creches de 0 a 3 que precisam ser construídas, e mais do que isso, fazermos convênios ou ampliar os já existentes com as entidades filantrópicas e assistenciais no município que tratam dessa questão.

SCA - Hoje, a classe política de uma forma geral está em baixa no País. O que você pretende fazer para trazer novamente a confiança junto à população?

Lineu - Eu particularmente nunca tive nenhum problema político, nunca tive nenhum problema ético. Os 20 anos de exercício como vereador na Câmara Municipal, especialmente o período que fui presidente por 2 anos, tive minhas contas rigorosamente aprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado. Temos que fazer na Prefeitura uma gestão transparente, que não dê margem para dúvidas. Nada deve ser feito às escondidas. A população entende quando um político explica as dificuldades de realizar alguma ação. É dessa forma que queremos administrar São Carlos, olhando no olho de cada cidadão e explicando o porquê das ações e como iremos realiza-las.

SCA - A população terá canal aberto junto a Administração Pública? Para reivindicar e dar sugestões?

Lineu - Nós vamos reimplantar o Orçamento Participativo, e assim como fiz na Câmara, propondo várias leis que criaram as Conferências e Conselhos Municipais, vamos ampliar a participação da população. Um prefeito é eleito para administrar os recursos do povo e deve buscar a orientação junto ao povo para administrá-lo bem.

SCA - O país passa por grave crise econômica. Como fará para resolver a questão da falta de trabalho em São Carlos? Novas empresas são a solução?

Lineu - A crise econômica, infelizmente, é um problema que afeta todas as cidades brasileiras. Mas um prefeito tem o dever de promover uma boa infraestrutura para receber novas empresas. O Newton e o Barba fizeram isso, pavimentaram e colocaram a infraestrutura nos dois únicos distritos industriais que São Carlos, o Miguel Abdelnur e o Ceat. Nós vamos pavimentar o Parque São José, que é um bairro industrial também e prover um novo distrito industrial para abrigar novas empresas. Além disso, São Carlos tem uma particularidade, que é a mão-de-obra especializada formada pelas nossas universidades, precisamos mostrar isso de forma mais clara para os empresários. São Carlos é uma referência em Ciência, Tecnologia e Inovação e a Prefeitura pode, e deve, promover essa característica, além do turismo acadêmico, que deve ser fomentado.

SCA - Cargos comissionados e/ou de confiança. A sua administração é contra ou a favor? Como será tratado esta questão durante seu mandato?

Lineu - É impossível governar sem nenhum cargo de confiança ou comissionado, porém, nossa proposta é fazer uma reforma administrativa e reduzir o número de secretarias, estimulando a participação do servidor de carreira nos cargos principais da administração pública.

comments powered by Disqus