Menu
domingo, 25 de outubro de 2020
Direito Sistêmico

O que é campo morfogenético?

22 Jun 2018 - 04h35Por (*) Adv. Rafaela C. de Souza
O que é campo morfogenético? -

Considerando que o Direito Sistêmico inclui conceitos de outras disciplinas, acredito ser importante tecermos breves explanações que permitam um pequeno entendimento do que seja “Campo Morfogenético”, que é acessado por meio das Constelações Familiares, técnica de terapia breve desenvolvida pelo alemão Bert Hellinger.

De acordo com Rupert,Sheldrake, que é um biólogo muito importante e inovador, em que suas teorias estão influenciando outras áreas, como da física e da pscicologia, assim define: “Os campos morfogenéticos ou campos mórficos são campos que levam informações, não energia, e são utilizáveis através do espaço e do tempo sem perda alguma de intensidade depois de ter sido criado. Eles são campos não físicos que exercem influência sobre sistemas que apresentam algum tipo de organização inerente.” (Sheldrake, 1981).

E podemos ainda nos perguntar: Como funciona esse campo morfogenético?  Considerando ser um conhecimento de outra área e não propriamente do Direito, tive que recorrer ao mesmo autor, Rupert,Sheldrake, em que ele nos explica: “Os Campos Mórficos funcionam , tal como eu explico em meu livro, a presença do passado, modificando eventos probabilísticos . Quase toda a natureza é inerentemente caótica. Não é rigidamente determinada. A dinâmica das ondas, os padrões atmosféricos, o fluxo turbulento dos fluidos, o comportamento da chuva, todas estas coisas são corretamente incertas, como são os eventos quânticos na teoria quântica. Com o declínio do átomo de urânio você não é capaz de predizer se o átomo declinará hoje ou nos próximos 50.000 anos. É meramente estatístico, Os Campos Mórficos funcionam modificando a probabilidade de eventos puramente aleatórios. Em vez de uma grande aleatoriedade, de algum modo eles enfocam isto, de forma que certas coisas acontecem em vez de outras. É deste modo como eu acredito que eles funcionam “. (Sheldrake, 1981).

Mas mesmo diante desses conceitos para quem não atua nesta área pode parecer um pouco complexo, e portanto, para um entendimento mais compreensível e didático, solicitei à Dra. Silvana Garcia, Psicóloga e Consteladora Familiar na empresa Essencial Terapias, que nos concedesse o seu conhecimento sobre o que tema, que assim nos ensina de forma bem didática: “ Campos mórficos são um campo de memória, de informações, não de força. É para que todo ser humano se beneficie de tudo que existiu antes. Todo indivíduo é informado do passado de sua espécie. É uma informação, uma ressonância da qual não podemos escapar. Enquanto estamos na compensação arcaica, não podemos resistir a evitar esta informação. Por exemplo, se em sua família existiu uma vítima de guerra sem assumir a sede de vingança que tinha, você ou outros assumem esta gana da vingança, essa energia assassina por intrincação, pelas ordens do amor que o vincula a esta vítima. Para sair desta compensação arcaica, deve vê-la, aceita-la, devolver a vingança a esta vítima, escolher a vida e amar-se, assim sai deste campo de força que sempre te atrairá relações de injustiça, de raiva e de possibilidade de vingança”.

Portanto, podemos verificar com esse pequeno exemplo, que acontecem inúmeras situações na Justiça bem semelhantes, em que as partes que ali se encontram por algum conflito, sejam ele de natureza civil, penal, ambiental ou qualquer outra área do Direito, e que se por acaso se permitirem elevar o grau de consciência sobre a razão oculta destes, poderão chegar a um entendimento de uma situação, de uma ressonância que estão fazendo por amor a algo não visto em seus sistemas familiares, e que poderão ser acessados por meio das Constelações Familiares e com isso ser dado um novo lugar ou um novo olhar.

Por isso, as Constelações Familiares que se utilizam deste método, ou seja, do Campo Morfogenético, trata-se de um meio alternativo de solução de conflitos e que auxilia as partes na busca pela Paz e pela Justiça de forma interna e externa. Gratidão e bom final de semana a todos!!!

(*) A autora é Advogada Sistêmica, inscrita na OAB/SP 225.058 e Presidente da Comissão de Direito Sistêmico da 30ª Subseção de São Carlos.

Esta coluna é uma peça de opinião e não necessariamente reflete a opinião do São Carlos Agora sobre o assunto.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias