segunda, 22 de abril de 2024
Colunistas

Futebol Arte: Série B do Paulista: São Carlos na luta com times tradicionais e desconhecidos

17 Abr 2015 - 09h10Por Leonardo Cantarelli/Colunista
0 - 0 -

Nesta sexta-feira  tem início a Série B do Campeonato Paulista, o equivalente a Quarta Divisão.

Para alguns clubes é o começo de uma caminhada em busca do sucesso, enquanto para outros é o fundo do poço e o pior lugar que poderiam estar.

Um campeonato com um baixíssimo nível técnico, quase nenhum interesse de público e mídia e muitos jogos disputados pela manhã!

É neste campenato que está inserido o nosso querido São Carlos. Um clube que se profissionalizou no final de 2004 e em sua primeira participação foi campeão desta mesma Bezinha, o que fez muitos sonharam com dias melhores para o futebol são-carlense.

No entanto, ficou anos disputando a Série A-3, até que em 2011 subiu para A-2, onde fez duas péssimas temporadas, sendo rebaixado para a A-3 e agora voltando para a 'Bezinha'. Desde já fica minha torcida para que a Águia se reerga e volte a ter bons resultados a nivel estadual. Já passou do momento da cidade de São Carlos ter um time decente no futebol.  Só para ficar em um exemplo, Itápolis que é uma cidade muito menor que Sanca, tem um time na Série B do Brasileiro! Não preciso dizer mais nada.

Agora falando do regulamento, as 30 equipes foram divididas em três grupos de 10. Elas jogam todas contra todas em dois turnos e os quatro melhor avançam para a próxima fase.

Na chave A, temos clubes tradicionais como América de Rio Preto e Noroeste, que há cinco, dez anos estavam na Série A do Paulista e eram uma das principais forças do Estado. A equipe de Bauru inclusive em 2013 chegou a disputar a Copa do Brasil!

Ainda estão neste grupos, equipes como Tanabi e Fernandópolis que parecem que  nasceram e morrerão nesta divisão.  O Tanabi ainda tenta aparecer contratando alguma celebridade, como  o atacante paraguaio Cabañas alguns anos atras.

Há ainda Osvaldo Cruz, que fez aquela final com o São Carlos em 2005 e voltou para o mesmo lugar, o Bandeirantes, que já ganhou uma Copa FPF (e daí?rss) e outros desconhecidos como Vocem, José Bonifácio, Assissense e Grêmio Prudente.

No grupo B, encontra-se o São Carlos que estreia dia 19 de abril contra o desconhecido Amparo, fora de casa. Amparo este que terá como treinador ex-lateral-esquerdo Rubens Cardoso.

Ainda há um tal de Barcelona, o 'famoso' Palmeirinha de Porto Ferreira, Inter de Bebedouro, Olímpia, Porto Feliz e Lemense. Também está integrado o Olé do Brasil, que é um dos  famosos clubes-empresas do Brasil. Equipes que só pensam em formar jogadores e nada mais. Completa a chave, o Elosport.

Por fim na C, destaque para os tradicionais Portuguesa Santista e Jabaquara, ambas equipes de Santos que praticamente sobrevivem no futebol. Não deve ser fácil ter um rival como o Santos já levando o nome da cidade.

Os outros times são União Suzano, Mauaense, Mantiqueira, Guarulhos, EC São Bernardo (desculpe a ignorancia, mas porquê outro São Bernardo na cidade?), Taboão da Serra e Diadema. Equipes que pouco fizeram ao futebol estadual e nacional.

XV de Jaú:  Talvez tenha algum lugar pior para os times paulistas do que a Série B. Estar licenciado como é o caso do XV de Jaú. Equipe que já revelou grandes jogadores para o futebol nacional e era uma das grandes potências do nosso estado. Não vai nem jogar a 'Bezinha'. Que fase!!

União São João: Acho que o choque maior ainda fica com o União São João. O clube fundado em 1984 saiu das divisões inferiores de São Paulo chegou a jogar a Série A do Brasileiro e depois se afundou a ponto de não conseguir nem mais jogar a última divisão de São Paulo. Isso sim que é 'subir na vida' e depois ter uma queda brusca.

O texto acima é de responsabilidade do colunista e não necessariamente expressa a opinião do portal São Carlos Agora.                                                   

http://media.saocarlosagora.com.br/uploads/top_cantarelli.jpg

 

Leia Também

Últimas Notícias