Menu
terça, 22 de setembro de 2020
Memória São-carlense

Fé, educação e cultura à moda portuguesa

25 Mai 2018 - 06h20Por (*) Cirilo Braga
Fé, educação e cultura à moda portuguesa - Crédito: Divulgação Crédito: Divulgação

A Igreja de São Benedito guarda a representação do Imaculado Coração de Maria de acordo com o relato das aparições de Fátima. Peça original esculpida por José Ferreira Thedim (1892-1971), português de São Mamede do Coronado (o mesmo artesão que esculpiu a imagem exposta no Santuário de Fátima), foi doada pelo vice-cônsul de Portugal, Oscar Ferreira, e sua esposa Carminda de Castro Ferreira em 8 de dezembro de 1956.

A presença do casal em São Carlos a partir de meados do século passado trouxe para a cidade o diferencial de contar com uma representação consular estrangeira e revelou, mais uma vez, o quanto os imigrantes se integraram à comunidade local.

No caso dos portugueses, o vínculo afetivo e a grande afinidade com os são-carlenses, acentuaram com o passar dos anos a grande admiração conquistada pela família Castro Ferreira.

Quem passa hoje pela rua Riachuelo diante da casa rosada em que a família residiu por muitos anos -  fazendo dela a sede do consulado - pode ser remetido à atmosfera daquela “casa portuguesa com certeza”, que tantos benefícios trouxe à cidade, principalmente no campo da cultura. Tudo remetia à frase da canção “Fado Tropical”, de Chico Buarque, que dizia: “Ai, esta terra ainda vai cumprir seu ideal, ainda vai tornar-se um imenso Portugal”.

Isto foi bem plausível sob a égide de Nossa Senhora de Fátima e os auspícios do Consulado Honorário, tão comprometido com as coisas da educação e da cultura. Dona Carminda – que por um período assumiu a secretaria da Cultura –, era alguém que não conhecia obstáculos para evoluir sempre e transmitir às outras pessoas a ideia de que tudo está ao alcance de quem realmente se esforço para alcançar um ideal.

O cônsul Oscar Ferreira que chegou para ajudar a tocar a histórica serraria da família Ferreira, a Serraria Santa Rosa (que funcionava próximo à estação ferroviária onde hoje está o Hipermercado Jaú Serve), tinha também o mesmo espírito realizador que o casal transmitiu a seus descendentes.

A fé se fez acompanhar da tradição e da certeza de que São Carlos merecia a atenção dedicada pelos portugueses que abraçaram a “Atenas Paulista” logo que aqui chegaram em 1948. Dona Carminda nascera em Espinho, no ano de 1921 e ao lado de Oscar Ferreira, falecido no ano de 2000, constituiu uma família de 11 filhos, 33 netos e 13 bisnetos.

A sólida formação que recebeu moldou seus caminhos de educadora. Doutora em Letras Românicas pela Universidade de Coimbra e mestre em Biblioteconomia. Pós-graduada em Ciência da Informação e Administração de Empresas ela destacou-se em organização de arquivos empresariais e públicos e, como professora de português, francês e latim, deu aulas em universidades e no ensino fundamental e médio no Colégio São Carlos e Colégio Diocesano La Salle. Exerceu ainda as funções de assessoria em escritórios de advocacia e nos trabalhos nas áreas de comunicação e organização em importantes empresas.

Dotada de grande dinamismo e energia, teve trabalho de destaque na coordenação de seminários nas áreas de informática e reprografia. Ministrou cursos em universidades, empresas e realizou eventos sobre temas como:  Documentação e Informática, Novas Tecnologias a Serviço da Informação, Estrutura Organizacional, Análise de Valor, Secretariado Eficaz, Gestão do Conhecimento, atendimento ao cliente, uso inteligente do correio eletrônico e outros temas.

A notável contribuição de Carminda e Oscar à divulgação da cultura portuguesa valeu ao Consulado Honorário a Comenda da Ordem do Infante Dom Henrique, justa e merecida homenagem ao muito que fizeram. Com grande merecimento, ela foi agraciada com o título de “Cidadã Honraria de São Carlos” e por duas oportunidades recebeu homenagens da União Cívica Feminina.

Justo tributo de gratidão a uma pessoa que se identificou plenamente com São Carlos destacando-se também nas funções de assessoria em escritórios de advocacia e nos trabalhos nas áreas de comunicação e organização em importantes empresas.

Lembrar-se da época do Consulado Honorário de Portugal significa transportar-se até um tempo em que por toda parte era possível encontrar exemplos de vida alicerçada na fé, verdadeiras aulas de ética, de correção, de amor à família e dedicação ao próximo.

Bibliotecária que orientou muitas gerações de alunos, a professora foi uma importante articuladora no processo de implantação da UFSCar (Universidade Federal de São Carlos).

Curioso foi como ela se tornou Bibliotecária, após fazer o curso na faculdade aberta em São Carlos no início dos anos 1960, para acompanhar o filho mais velho, que não fora aprovado em Engenharia. No futuro iria dar aula e assumir a direção da mesma faculdade.

Quando chegou ao Brasil, grávida do quarto filho, ela ofereceu uma lição admirável ao criar a família no mesmo tempo em que se tornou uma autoridade em Biblioteconomia. O começo da vida por aqui não assustou Carminda, então com 27 anos, que foi à luta: deu aulas de bordado, ensinou a fazer quitutes, cultivou flores e fez arranjos para casamentos.

Lutou pelo movimento associativo no Brasil, integrando a Diretoria Executiva da Federação Brasileira de Associações de Bibliotecários, Cientistas da Informação e Instituições-FEBAB, onde foi sempre, por muitos anos, conselheira. De 1979 até o fim da vida, deu consultoria a empresas como Itaú, Duratex e TAM, entre outras, sendo ainda consultora da ONU e Unesco para assuntos documentais.

Faleceu no dia 14 de outubro de 2010, pouco mais de sete meses depois de, no dia 12 de março daquele ano, ter sido homenageada pela Câmara Municipal na primeira sessão comemorativa ao “Dia do Bibliotecário”.

(*) O autor é cronista e assessor de comunicação em São Carlos  (MTb 32605) com atuação na Imprensa da cidade desde 1980. É autor do livro “Coluna do Adu – Sabe lá o que é isso?” (2016).

Esta coluna é uma peça de opinião e não necessariamente reflete a opinião do São Carlos Agora sobre o assunto.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias