terça, 21 de maio de 2024
Artigos científicos com Kleber Chicrala

Centro de pesquisa expõe as moléculas que fazem a diferença na vida das pessoas

07 Abr 2024 - 10h15Por Kleber Chicrala
Molécula da Cafeína, despertar e um componente excepcional nos medicamentos - Molécula da Cafeína, despertar e um componente excepcional nos medicamentos -

Quem nunca experimentou um delicioso chocolate? Ou quem não sentiu algo diferente ao se apaixonar? Ou mesmo aquele frio na barrica ao passar por determinadas situações ameaçadoras? Pois é, tudo isto tem explicação nas moléculas, aquelas partículas minúsculas compostas de um certo arranjo de átomos, que circulam nosso corpo. Ao longo de muitas décadas cientistas, principalmente os químicos e físicos, estudaram que moléculas presentes em certos alimentos ou presentes no corpo são responsáveis por sensações das mais diversas. São certamente muitas moléculas, mas em uma consulta feita a diversos cientistas, as moléculas consideradas mais importantes foram escolhidas. Para comemorar esta escolha, modelos moleculares gigantes, mostrando como é os arranjos projetados destas moléculas e seus componentes principais foram construídos e colocados em praça de fronte a USP e próximo a Igreja Nossa Senhora de Fátima. As moléculas escolhidas e sua importância são: Teobromina, presente no chocolate e responsável pelo prazer de comer tal substância. A segunda foi a Serotonina, considerada em mediar a sensação de felicidade das pessoas. Em seguida veio a Dopamina, responsável pela sensação de amor e paixão. A Adrenalina, responsável pela sensação de perda de folego e pelo poder de tornar as pessoas em estado de pura ansiedade. Finalmente a Cafeína, molécula que nos ajuda a acordar todos os dias e que impulsionam muitos ao trabalho e a atenção. Segundo o Prof. Vanderlei Bagnato, idealizador da exposição, “nossa vida não é apenas uma rotina de acordar, trabalhar e dormir, ela é cheia de emoções e fatos que tornam emocionante e excitante. Devemos um tributo as moléculas que nos ajudam com isto” As moléculas estão expostas na praça dos Universitários, na rua Miguel Petroni, e podem ser vistas por todos. É impressionante que as moléculas que são responsáveis pelas emoções, pelo prazer, pelo amor pelo despertar e pelos momentos que perdemos o folego e resistimos a certas emoções mais radicais, são todas bem parecidas em termos de arranjo de átomos. “Ficamos surpresos, como pequenas mudanças em uma estrutura molecular a tornam uma molécula de ser responsável pela alegria por ser responsável pelas emoções mais radicais e tiram nosso folego. Esta natureza e nosso corpo são de fato algo divino e impressionante “diz Bagnato, que convida a todos para visitarem a exposição. O Centro de pesquisa em Ótica e Fotônica não trabalha com tais moléculas, mas sabe apreciar a importância delas em nossas vidas.

kleberchi

Leia Também

Últimas Notícias