sábado, 18 de maio de 2024
Coluna

Bastidores da política

16 Abr 2024 - 08h49Por SCA
Coluna Bastidores da Política - Coluna Bastidores da Política -

Bastidores da política 

No último final de semana, alguns barões da indústria sãocarlense se reuniram com analistas para discutir a conjuntura política local. Em pauta, quem seria o melhor prefeito para a cidade de São Carlos para o meio empresarial. Entre os participantes, representantes do agronegócio, indústria, varejo e construção civil.

Todos querem saber quem teria os melhores projetos para as áreas de habitação, segurança pública e emprego na cidade. E quais candidatos teriam as melhores soluções para gargalos históricos no município como combate a enchentes, zeladoria urbana e melhorias gestão financeira do município.

Do outro lado, no meio político, os candidatos correm para organizar as estruturas de campanha. No momento, tanto o grupo do governo liderado por Netto Donato, quanto os ex-prefeito Newton Lima e de Mario Casale (os três pré-candidatos confirmados até agora), aguardam os resultados de mais pesquisas para ajustarem os discursos de suas respectivas campanhas.

Vale ressaltar que em levantamento recente e registrado, o ex-prefeito Newton Lima aparece com 36% das intenções de voto. Com isso, os concorrentes precisam correr para ajustar um discurso que atraia o eleitorado ou vão morrer na praia.

Há um esforço muito grande das campanhas de Newton Lima e Netto Donato para atrair o apoio do Presidente de Lula e do Ex-presidente Jair Bolsonaro. Netto esteve em Brasília pessoalmente em busca desse apoio e Newton basicamente é amigo pessoal de Lula. Será que São Carlos receberá a visita de ambos esse ano? Tudo indique que sim!

Porém, fica aí o questionamento de qual apoio fará mais diferença em ambas as campanhas. O que você acha eleitor? 

Já na câmara o clima é tenso com os vereadores fazendo todo tipo de cálculos afim de descobrir quem fica e quem sai da casa de leis para o próximo mandato. A expectativa de cerca de 45% das cadeiras serão ocupadas por novos nomes. A conferir!

Análises feitas por analistas apontam uma proporção de 17 candidatos por vaga na câmara. O vestibular eleitoral será disputado voto a voto na câmara e promete fortíssimas emoções.

Nas igrejas evangélicas o clima eleitoral também já é pauta constante. Será que todas vão conseguir eleger representantes? Há nomes lançados de igrejas como Quadrangular, Assembleia de Deus, Universal do Reino de Deus entre outras. Na última eleição, inclusive, o candidato da Igreja Universal ficou de fora, mesmo com votação expressiva. 

Outro cenário que segue com disputa acirrada é o de candidatos a vice-prefeito, com todos os partidos analisando friamente nomes que agreguem votos, fundo partidário/eleitoral e principalmente garanta mais credibilidade as chapas.

Leia Também

Últimas Notícias