Menu
quarta, 22 de agosto de 2018
Polícia

Suspeito de matar gerente financeiro em assalto é inocentado

08 Out 2008 - 08h36Por Redação São Carlos Agora
0 - 0 -
Rui Malmegrin é socorrido pelo Samu.O delegado Geraldo Souza Filho do 4º Distrito Policial deve relatar nesta quinta-feira (09) o crime de latrocínio em que foi vítima o gerente administrativo Ruy Nery Malmegrin, 49, que foi assassinado no início do mês de agosto, quando tentava fugir de um assalto na avenida Getúlio Vargas em São Carlos.

Na tarde de sexta-feira (3) o presidiário Rodrigo Adriano Soares, 32, que havia se identificado como outro presidiário de nome José Fernando da Silva, 29, de Campinas, acabou sendo transferido do Centro de Triagem (CT) de São Carlos para o Centro de Detenção Provisória (CDP) da penitenciária II de Itirapina, onde aguardará transferência para o regime fechado em uma penitenciária do estado de São Paulo. O delegado Geraldo disse que Rodrigo, não foi reconhecido como o assassino ou um dos homens que estavam em uma motocicleta, os quais assaltaram e executaram Rui Malmegrin, sem que este reagisse ao crime ocorrido na porta de uma loja da avenida Getúlio Vargas em Vila Isabel.

Falando com exclusividade ao repórter Pedro Maciel, o delegado disse que expediu alvará de soltura do preso que há 60 dias foi investigado e como não foi encontrada a arma do crime, a motocicleta usada no assalto, ou algo que pudesse incriminá-lo, determinou sua soltura, pois caso contrário a própria autoridade poderia responder processo pelo abuso de autoridade, uma vez que manteria uma pessoa presa sem que ela apresentasse qualquer envolvimento no crime que tem uma pena de 20 a 30 anos.

Rodrigo, que responde processos por crimes nas cidades de Ribeirão Preto, Limeira, Bauru e outras cidades, sempre negou ter cometido o latrocínio em São Carlos.

Segundo o delegado Geraldo Souza Filho, o caso volta a estaca zero e ele deverá relatar amanhã o inquérito policial que será encaminhado á Justiça Criminal sem a identificação dos autores deste crime hediondo. O delegado disse pede à quem tiver alguma informação poderá procurar a Polícia Civil e falar sobre o que sabe.
comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias