Menu
domingo, 23 de setembro de 2018
Polícia

SAMU, Bombeiros e Defesa Civil se reúnem para discutir integração

30 Jan 2008 - 19h32Por Redação São Carlos Agora
Com o objetivo de cumprir uma das etapas do Plano de Contingência em Urgência, projeto desenvolvido pela Prefeitura Municipal de São Carlos, e integrar ações no atendimento pré-hospitalar no município, profissionais de saúde da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da avenida São Carlos, do SAMU e representantes da Defesa Civil e Corpo de Bombeiros realizaram ontem (30), na sede do Tiro de Guerra, uma reunião para discutir ações integradas e harmoniosas no atendimento de urgência e emergência na área de saúde em São Carlos.Participaram do evento o tenente Márcio Roberto de Campos, comandante do Corpo de Bombeiros, sargentos da corporação, o coordenador administrativo da UPA/Avenida, Francisco Luiz Neo, o coordenador médico do SAMU, Daniel Luporini, o coordenador da Defesa Civil, Danilo Almeida, além de condutores e auxiliares de enfermagem do SAMU e voluntários da Defesa Civil.Na prática, as instituições buscam dar continuidade ao processo permanente de aprimoramento e ordenar o atendimento às urgências e emergências, garantindo acolhimento e primeira atenção qualificada e resolutiva com estabilização e referência do quadro clínico dos pacientes graves dentro do Sistema Único de Saúde (SUS).Na reunião foram discutidos temas como: troca de experiências no atendimento de urgência e emergência, simulados de atendimento,                                  relacionamento interpessoal, dinâmica e companheirismo entre as equipes.                               Os participantes puderam também conhecer as ações que vem sendo desenvolvidas no município e em nível nacional nas áreas de pré-atendimento hospitalar, estrutura e dinâmica de atendimento do SAMU, regulação médica, Política Nacional de Urgência e Emergência, entre outros assuntos relacionados à área.O tenente Márcio Roberto de Campos, comandante do Corpo de Bombeiros de São Carlos, entende que essa série de reuniões entre as instituições trará benefícios importantes porque “vai aumentar a integração e a qualidade dos nossos serviços no atendimento da comunidade”.Daniel Luporini, coordenador médico do SAMU, lembra que o objetivo principal deve ser sempre o atendimento do paciente unindo as forças das instituições e através da regulação médica promover o encaminhamento do paciente para o local adequado. “As instituições devem estar agregadas porque os serviços não são excludentes e sim complementares”.Francisco Néo, coordenador da UPA da avenida São Carlos, uma das unidades de Pronto-Atendimento que realiza o atendimento pré-hospitalar, reforça que “cada equipe tem a sua função, mas a união de forças é o objetivo comum das instituições para agilizar procedimentos e salvar vidas”. Próximas ações de integração -Buscando uma melhoria no atendimento de urgência e emergência à população de São Carlos, e também intensificar a troca de experiências, as instituições desenvolverão duas vezes por semana, terças e quintas, atividades práticas com simulações de atendimento na base do Corpo de Bombeiros da Vila São José, com o apoio de uma Unidade de Suporte Básico e outra de Suporte Avançado do SAMU. Ao ser concluídas as obras de ampliação da base do SAMU, serão realizados outros intercâmbios desta vez recepcionando o Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil em semanas alternadas.Outra ação importante desta primeira etapa do Plano de Contingência será colocar em operação o sistema de integração da comunicação via rádio da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, SAMU, Secretaria Municipal de Trânsito, Polícia Rodoviária, Defesa Civil e Guarda Municipal. O projeto está em fase final de planejamento técnico.
comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias