Menu
terça, 23 de outubro de 2018
Polícia

Pai mata o filho de 2 anos por causa de pensão alimentícia

11 Dez 2008 - 14h51Por Redação São Carlos Agora
Cláudio Dias/Tribuna Impressa

O operador de máquinas Eraldo Querubino Marcondes, 26 anos, foi preso por matar asfixiado o próprio filho, Eduardo de Carvalho Marcondes, 2 anos, na terça-feira, em Monte Alto.. Ele foi preso pela polícia e confessou o crime. A justificativa dada para o ato, segundo o depoimento, seria a tentativa de evitar o pagamento de R$ 150 mensais referentes a pensão alimentícia do menino.

De acordo com a Polícia Civil, o pai saiu do trabalho, passou na casa da ex-namorada e levou o filho junto. O homicídio foi planejado. Ele matou o menino tapando sua boca e seu nariz com as próprias mãos. Em seguida, a sangue frio, colocou o corpo em uma bolsa de viagens e o enterrou em uma estrada vicinal. A bolsa foi queimada para evitar suspeitas.

Mantendo o plano, após matar o filho, o operador de máquinas chamou a ex-esposa, a Adriana de Carvalho, 28, e avisou que o menino tinha sumido enquanto ele tomava banho. O casal chegou a ir até a delegacia registrar um Boletim de Ocorrência de desaparecimento de pessoa. Após o registro formal, parentes da mãe foram até o pai e o pressionaram.

Em meio as discussões ele confessou o crime. A polícia foi novamente chamada e, durante a madrugada desta quarta-feira, o operador de máquinas mostrou onde tinha enterrado o próprio filho. O pai foi encaminhado ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de Serra Azul que mantém sob custódia presos acusados de crimes sexuais ou outros que tenham repercussão.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias