Menu
sábado, 23 de junho de 2018
Polícia

Ex-policiais são presos acusados de fornecer armas para o crime organizado

23 Jul 2008 - 15h08Por Redação São Carlos Agora
A Polícia Militar de São Carlos, após intensa investigação prendeu em flagrante uma quadrilha que é acusada de fornecer armas para bandidos da região. Entre os presos, havia dois homens que pertenciam a Polícia Militar do Estado de São Paulo. No carro de um deles, foram encontradas três armas e várias munições. Todos são da cidade de Araraquara e estavam em um posto de combustíveis da rodovia Washington Luiz aguardando o comprador do armamento. O proprietário das armas, alegou que iria vendê-las para um colecionador.
A operação teve início por volta das 9h30 desta quarta-feira (23). Policiais militares, após tomarem conhecimento que a quadrilha estaria vindo de Araraquara para São Carlos, montaram um cerco. A ação foi comandada pelo Capitão Samir Gardini e tenente Nucci, que com apoio de outros policiais foram até a rodovia Washington Luiz. A viatura do tenente foi até o posto Nossa Senhora de Fátima e encontrou o veículo Seat Córdoba, verde, placas JVT 2240 – Belém/PA, que tinha em seu interior o sub-tenente aposentado da PM Francisco Batigalhia, 69, e o motorista Aparecido Furlanette de 61 anos. Eles foram detidos e durante a revista no veículo, os policiais acabaram localizando um revólver calibre 44 Smith & Wesson, um revólver calibre 38Smith & Wesson e uma Winchester calibre 44, além de 55 munições calibre 44 e 28 de calibre 38. Na casa de Batigalhia, em Araraquara, os policiais da cidade localizaram um revólver calibre 32.Enquanto isso, a outra viatura com o capitão Samir passou a patrulhar a rodovia em busca do outro veículo, que continha o restante da quadrilha. Quando os militares estavam próximos ao posto de combustíveis, perceberam que um Fiat Uno ia adentrar ao local, porém ao visualizar a viatura continuou a trafegar pela rodovia. Neste instante foi iniciada uma perseguição e próximo à cidade de Ibaté, os policiais militares conseguiram abordar o Fiat Uno, branco, placas MQN 7200 – Cariacica/ES. No veículo estava o ex-cabo do Corpo de Bombeiros, Adail Aparecido Francisco, 54, que serviu a corporação até 2005, ano em que pediu baixa. Ele estava acompanhado do vendedor Wenbley Julius Schiavo, 31. No interior do veículo havia 06 celulares e uma máquina calculadora, além de R$ 2840,00 em dinheiro e R$ 1.305,30 em cheques, que o ex-cabo alegou que seria utilizado para comprar um carro na cidade de São Carlos. A principio, a dupla alegou desconhecer os dois homens que estavam detidos no posto de combustíveis, porém ao passarem por uma acareação, acabaram confessando fazer parte do grupo. A Polícia tem evidências que o grupo revendia armas para bandidos ligados a uma facção criminosa que atua nos presídios do estado de São Paulo, inclusive houve transações com marginais da cidade de São Carlos e hoje seria concretizada mais uma delas, segundo declarou os policiais militares.Após a diligencias serem finalizadas, a quadrilha foi encaminhada até a cidade de Ibaté, onde todos foram autuados em flagrante por posse ilegal de arma e formação de quadrilha. Em seguida, Batigalhia foi levado ao presídio militar Romão Gomes, na capital. Os demais foram transferidos ao centro de triagem de São Carlos.
comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias