Menu
domingo, 16 de dezembro de 2018
Polícia

Motorista é preso após ser flagrado furtando combustível

06 Abr 2007 - 11h30Por Redação São Carlos Agora
A Polícia prendeu na manhã de ontem o motorista Pedro Anastácio de 41 anos após ele ser flagrado furtando diesel do caminhão que trabalhava a fim de revendê-lo em um depósito de sucatas no Cruzeiro do Sul. O comerciante Roberto Carlos Catóia, dono do caminhão estava desconfiado do consumo excessivo de diesel pelo caminhão que é utilizado para fazer limpezas em terrenos, foças, tanques entre outros. Catóia acompanhou o flagrante e ficou arrasado após verificar que o funcionário que era de sua confiança estava praticando o furto.Anastácio declarou que estava furtando o diesel por que devia para o dono do depósito e iria paga-lo com o combustível e ainda receberia mais R$ 30,00. O dono do estabelecimento que foi interditado por falta de alvarás confirmou a dívida mas negou que havia comprado o diesel. Só que no depósito os militares encontraram dois galões do combustível. Uma arma de fogo também foi apreendida durante a ocorrência.O flagrante aconteceu às 9h30 na rua Alderico Vieira Perdigão cruzamento com a avenida Paulo VI. O Copom recebeu uma informação que Anastácio, funcionário da empresa Catóia Desentupidora e Limpadora estava furtando combustível do caminhão do patrão.Viaturas do Policiamento Integrado foram para o local e flagraram o motorista com três galões retirando o diesel do tanque do caminhão Ford, modelo F 11000, bege, placas CZB-7340 (São Carlos). Ao ser abordado, o motorista negou que estava furtando e tentou jogar uma conversa em cima dos policiais, mas quando o patrão chegou ele confessou o furto.O São Carlos Agora acompanhou o flagrante e conversou com Anastácio. Ele disse que havia emprestado um cheque de Antonio Aparecido Belarmino, dono do depósito de sucatas localizado na esquina onde ocorreu o flagrante e que iria paga-lo com o combustível.A intenção do motorista era retirar 120 litros do caminhão. Ele também confirmou que não era a primeira vez que retirava diesel do caminhão com a qual trabalhava. Ele demonstrou arrependimento enquanto conversava com a reportagem. Casado e pai de quatro filhos, Anastácio que trabalhava com Catóia a cerca de um ano foi encaminhado para o 2º Distrito Policial onde foi autuado em flagrante por apropriação indébita.O dono da empresa, Roberto Carlos Catóia, disse que chegou a gastar recentemente cerca de R$ 3 mil para regular o caminhão, pois o mesmo estava gastando muito diesel. Na hora do flagrante ele demonstrou revolta e decepção com a atitude do funcionário e pediu para que a Polícia agisse com o rigor da Lei.Receptação– Os policiais vistoriaram o depósito de sucatas e encontraram dois galões com o combustível e algumas munições de calibre 38. Em diligências na casa de um conhecido do proprietário do depósito os militares encontraram um revólver calibre 38, duas polegadas e cerca de 30 munições do mesmo calibre. Belarmino compareceu ao depósito após tomar conhecimento do que estava acontecendo e alegou que de fato havia emprestado um cheque no valor de R$ 150,00 a Anastácio e que ontem seria feito o pagamento da divida, mas negou que havia receptado o combustível.O motorista do caminhão, mesmo com a negativa do proprietário do depósito, confirmou sua versão inicial e informou que iria vender 120 litros de diesel a R$ 1,20 o litro. O tenente Nucci que comandava os trabalhos solicitou a presença da fiscalização da Prefeitura Municipal pois constatou que o local estava funcionando de forma irregular. Um fiscal da Secretaria da Habitação foi ao depósito e verificou que o mesmo estava exercendo atividade de depósito de sucatas e combustível sem o devido alvará de licença, auto de vistoria dos Bombeiros e da Vigilância Sanitária. Diante as irregularidades, o depósito de Belarmino foi interditado pelo fiscal. Ele também foi apresentado no 2º DP onde acabou sendo autuado em flagrante por receptação, posse ilegal de arma e recolhido a cadeia de Descalvado.
comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias