Menu
quinta, 29 de julho de 2021
Saúde

São Carlos vacinou 54 mil pessoas contra a gripe

A cobertura vacinal é de 49,1%. A meta é meta é vacinar 90% dos grupos prioritários

20 Jul 2021 - 17h56Por Redação São Carlos Agora
São Carlos vacinou 54 mil pessoas contra a gripe - Crédito: divulgação Crédito: divulgação

O Departamento de Vigilância em Saúde da Prefeitura de São Carlos informa que ainda possui vacina contra a gripe (H1N1) e que o imunizante está disponível para pessoas de qualquer faixa etária.

São Carlos segue as normas da Divisão de Imunização do Centro de Vigilância Epidemiológica do Estado de São Paulo que liberou desde 12 de julho a vacinação do público em geral a partir de 6 meses de idade.

Em São Carlos já foram vacinadas contra a gripe (H1N1) 54.242 pessoas, o que corresponde a uma cobertura vacinal de 49,1%. Das 54.242 doses aplicadas, 24.161 foram em idosos, 9.238 em crianças, 1.091 em gestantes, 290 em puérperas e 7.024 em profissionais da saúde, 1.939 em professores da rede pública e particular, além de 58 em indígenas, 61 em trabalhadores do transporte, 142 em caminhoneiros, 128 doses foram destinadas a forças de segurança, 33 para as Forças Armadas, 3 em funcionários do sistema prisional, 37 na população privada de liberdade e 10.037 doses no público em geral.
Em São Carlos, a vacinação está sendo realizada nas unidades básicas de saúde (UBS’s) do Delta, Santa Paula, Vila Nery, Vila Isabel, Botafogo e Cruzeiro do Sul, de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 15h30. As Unidades de Saúde da Família (USF’s) também estão aplicando a vacina contra a gripe, porém com agendamento para as pessoas cadastradas no programa de saúde da família.

Crislaine Mestre, diretora de Vigilância em Saúde, alerta para os índices baixos. “A meta é sempre vacinar 90% dos grupos prioritários, no entanto, a cobertura vacinal está em 49,1% em São Carlos e já estamos na última etapa da Campanha. A influenza é uma doença respiratória infecciosa de origem viral, que pode levar ao agravamento e à morte, especialmente nos indivíduos que apresentam fatores ou condições de risco para as complicações da infecção”, alerta a diretora.

O Ministério da Saúde não recomenda a aplicação das vacinas contra a COVID-19 e contra a gripe simultaneamente. A orientação, neste momento, é priorizar a imunização contra a COVID-19 e respeitar o intervalo de 14 dias entre uma e outra dose.

A composição da vacina contra a gripe é estabelecida anualmente pela Organização Mundial de Saúde (OMS), com base nas informações recebidas de laboratórios de referência sobre a prevalência das cepas circulantes.

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias