terça, 05 de julho de 2022
Saúde

Santa Casa Inaugura Sala Cirúrgica Inteligente

Além de menos risco de infecção, transmissões on-line para o IEP vão capacitar médicos residentes e estudantes de Medicina

27 Mar 2022 - 07h46Por Redação São Carlos Agora
Os médicos Fábio Augusto Vasilceac e Daniel Moser, juntamente com a equipe, durante o procedimento cirúrgico - Foto: Comunicação Santa Casa - Crédito: divulgaçãoOs médicos Fábio Augusto Vasilceac e Daniel Moser, juntamente com a equipe, durante o procedimento cirúrgico - Foto: Comunicação Santa Casa - Crédito: divulgação

A Santa Casa realizou, neste sábado (26), a primeira cirurgia na Sala Inteligente do Centro Cirúrgico do hospital. 
A nova sala conta com 2 monitores, 1 foco cirúrgico com duas cúpulas, 2 câmeras (1 delas acoplada no foco cirúrgico), 1 torre de vídeo, 4 caixas de som, 2 estativas de teto e 1 monitor multiparâmetro (para monitorar os sinais vitais do paciente, como batimentos cardíacos, CO2, pressão e oximetria). O espaço foi montado e equipado com recursos do ex-vereador Júlio Cesar. Um outro diferencial é que todos esses equipamentos funcionam de forma integrada. 

A integração é a grande vantagem de uma Sala Inteligente. Em um centro cirúrgico tradicional, todos os exames impressos são trazidos para a sala durante o procedimento. A nova tecnologia, dá para acessar em tempo real os dados atualizados do paciente. Um dos resultados é a diminuição do tempo dos procedimentos. E se a equipe médica consegue fazer o trabalho mais rapidamente, o tempo de hospitalização também diminui”, explica o Vice-Diretor Técnico da Santa Casa, Roberto Muniz Júnior.

Outra vantagem é a diminuição de fios espalhados pelo chão. Ela é projetada com equipamentos sem fio e com estativas de teto - suportes que mantêm monitores, acessórios e gases medicinais suspensos, longe do chão, e que podem ser movidos pelos profissionais de acordo com as necessidades da cirurgia. Além de facilitar a mobilidade dentro da sala de cirurgia, isso também reduz o risco de infecção porque não é possível esterilizar os fios. 

Segundo o Coordenador da Engenharia Clínica e Elétrica da Santa Casa, Vinicius Tiburcio, “a estruturação para montagem do espaço foi um desafio, visto a complexidade para a instalação dos equipamentos. Por isso, o trabalho de uma equipe multidisciplinar (equipe de Manutenção Geral, Tecnologia da Informação e equipe para Implantação de Rede de Gases Medicinais) foi essencial para a entrega. A instalação da Sala inteligente é um ganho tecnológico para a instituição e uma oportunidade para ampliar a área de atuação da equipe de engenharia clínica, pois para operacionalização do sistema é necessário o conhecimento em várias áreas técnicas”, comenta.  

Equipe de Engenharia Clínica e Elétrica fazendo os últimos ajustes para o funcionamento da Sala Inteligente – Foto: Comunicação Santa Casa

NOVA TÉCNICA CIRÚRGICA MARCA INAUGURAÇÃO

E para marcar a inauguração da Sala Inteligente foi realizada, pela primeira vez em São Carlos, três casos de enucleação endoscópica de próstata, procedimento realizado sem cortes, que tem por objetivo remover a parte central da próstata aumentada, retirando a obstrução urinária. 

De acordo com o urologista, Fábio Augusto Vasilceac, “nós homens podemos apresentar o crescimento benigno da próstata a partir dos 40 anos. Sendo assim, com o envelhecimento, podemos apresentar uma dificuldade para urinar, cada vez maior. Alguns pacientes necessitam de sonda para urinar. Na técnica tradicional, o urologista pode realizar uma cirurgia pelo canal da urina que raspa fragmentos de próstata ou a cirurgia aberta onde abre-se a bexiga e retira o interior da glândula com as mãos. Nestes casos com alguns dias de internação, há risco aumentado de apresentar dores e obstrução da sonda por coágulos”. 

O médico complementa a explicação sobre a técnica. “Na enucleação endoscópica de próstata, podemos comparar a próstata com uma laranja, onde retiramos os gomos da laranja permanecendo com a casca íntegra. O urologista pode fazer isto pelo canal da urina, sem cortes no abdômen. Como vantagem temos menor tempo de internação e recuperação, melhora imediata e mais duradoura do fluxo urinário, menor risco de complicações, como o sangramento, risco baixo de incontinência urinária e impotência sexual” - afirma o urologista. 

Jorge Lira, dono da empresa que fornece os equipamentos para a cirurgia, a FJ Hospitalar, também ressalta a importância da nova técnica. “São equipamentos que fazem cirurgia minimamente invasiva, e isso diminui o tempo cirúrgico, melhora a qualidade da cirurgia e traz mais segurança para o paciente. Levamos esse equipamento para Goiânia, Minas Gerais, agora em São Paulo, e São Carlos é a primeira cidade paulista com a nova técnica, e a ideia é a gente desenvolver Brasil afora”. 

Com a Sala Inteligente do Centro Cirúrgico, também vai ser possível transmitir as cirurgias para o Auditório anexo ao Centro de Simulação do Instituto de Ensino e Pesquisa da Santa Casa (IEP). O Auditório tem capacidade para 25 pessoas. Nesse espaço, quem fizer os treinamentos, vai poder contar com lousa eletrônica, pra assistir às cirurgias e interagir com os cirurgiões em tempo real. Hoje, há uma limitação no número de pessoas que podem acompanhar um procedimento em uma sala de cirurgia, uma das determinações exigidas pelo Ministério da Saúde para se evitar os riscos de infecção.

“Os nossos médicos residentes e os estudantes de Medicina vão poder acompanhar as cirurgias como se estivessem dentro do Centro Cirúrgico. E, dessa forma, vão poder interagir com os cirurgiões e tirar dúvidas. Isso vai incrementar a formação dos nossos alunos, que vão concluir os Programas de Internato ou Residência Médica como profissionais mais completos”, afirma o Gerente do Instituto de Ensino e Pesquisa (IEP), André Mascaro.  

A estudante de medicina Isabela de Jesus Fernandes destacou a importância do uso da tecnologia na educação. “Em primeiro lugar porque a medicina caminha para ter procedimentos menos invasivos, mais cômodos para o paciente e que ofereçam mais segurança. E a gente tendo esse contato com essa tecnologia na graduação, nos permite uma experiência maior na vida profissional. E em segundo lugar, por conta das limitações do Centro Cirúrgico em relação ao número de pessoas e logística, é importante para que tenhamos essa noção por vídeo, tanto para entender a anatomia do paciente, os tempos cirúrgicos, e essa nova tecnologia ajuda para um melhor aprendizado no nosso estágio na Cirurgia Geral” - afirma.  

Para o Provedor da Santa Casa, Antônio Valério Morillas Júnior, o hospital sempre está em busca de inovações para o constante desenvolvimento da instituição. “A inauguração da  Sala Inteligente é mais um passo para consolidar a vocação da Santa Casa como polo de ensino e pesquisa em toda a região. Essa interação dos médicos residentes e estudantes de medicina, que vão acompanhar as cirurgias online feitas por médicos gabaritados, só demonstra a qualidade da educação oferecida pelo Instituto de Ensino e Pesquisa (IEP) da Santa Casa” - conclui o Provedor.  

Leia Também

Últimas Notícias