domingo, 14 de agosto de 2022
Área de Educação Especial

Estudo em São Carlos investiga atividades de universitários com deficiência visual no ensino remoto

Iniciativa busca voluntários e tenta caracterizar as atividades acadêmicas de alunos do Ensino Superior

06 Jan 2022 - 09h04Por Redação
Pesquisa na área de Educação Especial da UFSCar busca voluntários - Crédito: PixabayPesquisa na área de Educação Especial da UFSCar busca voluntários - Crédito: Pixabay

Um estudo da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) está buscando caracterizar as atividades acadêmicas de estudantes com deficiência visual do Ensino Superior em situação de ensino remoto durante a pandemia de Covid-19. Para isso, está convidando voluntários para entrevista online. "Sabe-se que, conforme os alunos com deficiência avançam nas etapas de ensino, eles enfrentam maiores dificuldades e isso não é diferente com alunos que apresentam deficiência visual. Quanto mais avançam nas etapas de ensino, como o Superior, eles ficam em número reduzido e enfrentam mais barreiras", relata Josana Carla Gomes da Silva, doutoranda do Programa em Educação Especial (PPGEEs) da UFSCar e responsável pela pesquisa. "Considerando as possíveis barreiras e dificuldades apresentadas a esses alunos, gostaríamos muito de compreender, a partir da visão dos alunos com deficiência visual que estão ou estiveram matriculados no Ensino Superior e cursaram aula durante a pandemia, como foi a experiência do ensino remoto", complementa a pesquisadora. Segundo Silva, é importante compreender como ocorreu essa experiência na perspectiva desses alunos "porque, a partir dessas informações, é possível pensar e planejar futuras ofertas de aulas/cursos das universidades, pensando especificamente no acesso desses alunos com deficiência visual, assim como fomentar novas discussões que podem auxiliar na modificação/formulação de políticas públicas". Para investigar o tema, estão sendo convidados voluntários para responderem uma entrevista online, pela plataforma Google Meet, com duração de 40 minutos. Os interessados devem ter alguma deficiência visual, ser estudantes universitários, com 18 anos ou mais, e ter cursado aulas no ensino remoto durante a pandemia. Para participar, é preciso preencher o formulário online https://bit.ly/3240Zsw ou entrar em contato com a pesquisadora Josana Silva pelo WhatsApp (16) 99147-9590 ou pelo e-mail josanacarla.silva@hotmail.com.  O estudo tem orientação da professora do Departamento de Psicologia (DPsi), Carolina Severino da Costa, e apoio financeiro da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

Leia Também

Últimas Notícias