Menu
quinta, 22 de abril de 2021
Região

Temporal causa alagamentos em Araraquara

28 Fev 2018 - 08h11
Foto O Imparcial - Foto O Imparcial -

As fortes chuvas que caíram na tarde dessa terça-feira (27) causaram vários pontos de alagamento em quase todas as regiões da cidade. No trecho da Via Expressa, sob o Terminal Central de Integração, o trânsito precisou ser interditado.

Equipes da Guarda Municipal, trânsito e da Defesa Civil ficaram em alerta durante toda a tarde para evitar acidentes nas áreas onde ocorreram os alagamentos. Em duas horas, choveu 77 milímetros em toda a cidade, segundo a Defesa Civil. Isso era quase oito vezes o esperado para todo o dia, que era de 10 milímetros.

Além da Via Expressa, outras vias importantes da cidade sofreram com os pontos alagados. Uma das regiões mais atingidas foi a rua Mário Zampieri, no bairro Parque Alvorada, onde o ponto sob o pontilhão da ‘Nestlé’ ficou totalmente alagado e precisou ser interditado depois que uma van dos Correios tentou atravessar o verdadeiro ‘rio’ que se formou no local e acabou ficando presa.

A região da antiga estação de trem também ficou alagada, assim como vários quarteirões da rua Maurício Galli, da Alameda Paulista, da avenida Francisco Vaz Filho, da Estrada de Ferro, da avenida Manoel de Abreu, que liga Araraquara a Américo Brasiliense, entre outros locais.

Defesa Civil agiu rápido

A Prefeitura, por meio das secretarias de Cooperação dos Assuntos de Segurança Pública e de Obras e Serviços Públicos e Defesa Civil, agiu rápido para resolver os problemas causados pela forte chuva.

Foi colocado em prática o Plano de Contingência Operação Chuvas de Verão 2017-2018, que envolve diversas secretarias e outros órgãos e instituições, como a Guarda Municipal, a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros.

A Secretaria de Comunicação, por meio da página da Prefeitura no Facebook, informou imediatamente os motoristas sobre esses locais de alagamento, como a Avenida Maria Antônia Camargo de Oliveira (Via Expressa), na altura do Terminal Central de Integração e do Terminal Rodoviário. Todos esses locais tiveram o trânsito liberado já no final da tarde.

 “Assim que nós ficamos sabendo da intensidade da chuva, a gente se precaveu e fez o fechamento da Via Expressa para o trânsito. A Guarda Municipal e a Defesa Civil foram mobilizadas para os locais de alagamentos e comunicaram a PM e os Bombeiros”, explica o coronel João Alberto Nogueira Júnior, secretário de Cooperação dos Assuntos de Segurança Pública.

Outra consequência das chuvas ocorreu na EMEF Waldemar Safiotti, no Jardim Cruzeiro do Sul, onde uma forte enxurrada atingiu a escola. As aulas foram suspensas e os alunos, liberados.

A Defesa Civil foi imediatamente no local e a limpeza da escola foi realizada com o apoio dos funcionários. As aulas serão retomadas normalmente hoje (28). Não houve prejuízo estrutural ou de materiais na EMEF.

Segundo o coronel João Alberto, não há registros de pessoas que tenham ficado desabrigadas em virtude das chuvas. “Tudo já foi restabelecido. As secretarias e a Defesa Civil agiram rápido para fazer as intervenções, contando com as imagens da central de monitoramento da Guarda Municipal. O principal objetivo do plano é agir de forma preventiva”, reforça o secretário.

(O Imparcial)

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias