quarta, 18 de maio de 2022
Saúde pública

Secretaria Municipal da Saúde atualiza números de casos da dengue em Ibaté

De acordo com o anunciado, os dados apontam que desde o início desse ano, foram notificados 55 casos

24 Dez 2021 - 06h50Por Redação
A Prefeitura de Ibaté realiza um trabalho contínuo contra a dengue - Crédito: DivulgaçãoA Prefeitura de Ibaté realiza um trabalho contínuo contra a dengue - Crédito: Divulgação

A Prefeitura de Ibaté, através da Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde, divulgou nesta quinta-feira, 23, números atualizados de casos de dengue na cidade.

De acordo com o anunciado, os dados apontam que desde o início desse ano, foram notificados 55 casos, sendo 49 negativos, cinco positivos e apenas uma pessoa aguarda resultado de exame.

A Secretária da Saúde, Elaine Sartorelli Breanza, faz um alerta para que as pessoas continuem vigilantes e evitem a proliferação do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya. “Eliminar os criadouros do mosquito continua sendo a forma mais eficaz de combatermos o mosquito que causa a dengue e outras doenças. Esperamos contar com o apoio da população, não podemos descuidar”, alertou.

No ano passado, das 141 notificações, o município registrou 24 casos positivos de dengue, o restante foi negativado. Os bairros que tiveram mais casos foram Jardim Cruzado (9), Jardim Icaraí (3), São Benedito (2), Centro (2) e CDHU (2). “Outras cidades” e os bairros Popular, Jardim América, Santa Terezinha, Jardim Menzani e Vila Bandeirantes tiveram apenas um cada.

A Prefeitura de Ibaté realiza um trabalho contínuo contra a dengue, com ações que são intensificadas no período de chuvas e orientações para eliminação dos criadouros do mosquito transmissor.

Elaine explica que o ciclo de vida do mosquito é de 7 a 10 dias, por isso, cada munícipe deve fazer a limpeza de seu quintal uma vez por semana. “A dengue é uma doença totalmente evitável. Se todos fizessem a sua parte, eliminando os criadouros do mosquito, não teríamos nenhum caso da doença”, afirmou.

A Secretaria da Saúde alerta sobre as principais medidas de prevenção e combate ao Aedes Aegypti:

-Manter bem tampado tonéis, caixas e barris de água;

-Lavar semanalmente com água e sabão tanques utilizados para armazenar água;

-Manter caixas d’água bem fechadas;

-Remover galhos e folhas de calhas;

-Não deixar água acumulada sobre a laje;

-Encher pratinhos de vasos com areia ate a borda ou lavá-los uma vez por semana;

-Trocar água dos vasos e plantas aquáticas uma vez por semana;

-Colocar lixos em sacos plásticos em lixeiras fechadas;

-Fechar bem os sacos de lixo e não deixar ao alcance de animais;

-Manter garrafas de vidro e latinhas de boca para baixo;

-Acondicionar pneus em locais cobertos;

-Fazer sempre manutenção de piscinas;

-Tampar ralos;

-Colocar areia nos cacos de vidro de muros ou cimento;

-Não deixar água acumulada em folhas secas e tampinhas de garrafas;

-Vasos sanitários externos devem ser tampados e verificados semanalmente;

-Limpar sempre a bandeja do ar condicionado;

-Lonas para cobrir materiais de construção devem estar sempre bem esticadas para não acumular água;

-Recolher sacos plásticos e lixo do quintal;

-Manter seco e limpo o reservatório de água de degelo da geladeira que fica na parte posterior.

Leia Também

Últimas Notícias