Menu
quinta, 21 de janeiro de 2021
Região

Polícia entra madrugada na busca de traficantes que caíram com avião

Policial é morto pelos bandidos em tiroteio e piloto foge, mesmo ferido; carro com armas e munição é encontrado.

26 Set 2013 - 08h54Por Araraquara.com
Fotos: Araraquara.com - Fotos: Araraquara.com -

Um policial federal morreu durante operação para desbancar um grupo de traficantes que aterrissaria com um avião carregado de drogas em uma pista clandestina, na região de Bocaina.

O avião foi abatido durante a operação e mais de 500 quilos de droga e armas teriam sido apreendidos.

Policiais federais de Araraquara e Bauru aguardavam a aterrissagem do avião numa pista clandestina, que fica no meio de um canavial às margens da rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP-255), que liga Jaú a Araraquara, altura do quilômetro 136.

Pelo menos 30 policiais entre federais e militares passaram esta madrugada tentando encontrar oito traficantes que se esconderam em um canavial, em Bocaina.

http://media.saocarlosagora.com.br/uploads/dcc53d80-1315-4741-b829-9eecad9733a2.jpgQuando iam descer com a aeronave, os bandidos perceberam o cerco e tentaram arremeter, mas acabaram caindo no canavial.

Houve intensa troca de tiros e um policial federal de Bauru foi morto. O piloto do avião foi ferido, mas ele e mais sete traficantes, fortemente armados, fugiram no meio da cana.

À 0h45, os policiais faziam pente-fino no canavial em busca dos bandidos. Outra equipe se posicionou na entrada de Bocaina.

A preocupação era que os traficantes entrassem na cidade. Eles carregavam fuzis com capacidade de derrubar aeronaves.

Conforme os bandidos iam fugindo, eles ateavam fogo ao canavial para dificultar o acesso dos policiais. O que gerou também uma queimada de grandes proporções e difícil controle. Pelo menos três caminhões-pipa tentavam conter as chamas e impedir uma devastação maior. Testemunhas ouviram rajadas de tiros e fugiram assustadas em cena que parecia de filme.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias