Menu
sábado, 05 de dezembro de 2020
Região

Polícia abre inquérito para investigar morte de professora durante evento de motocross

Pista onde ocorreu o acidente pertence a Prefeitura Municipal de Dourado.

12 Nov 2020 - 10h30Por Redação
Cristiane morreu de forma trágica, no domingo (1º) - Crédito: Arquivo/SCACristiane morreu de forma trágica, no domingo (1º) - Crédito: Arquivo/SCA

A morte da professora e empresária Cristiane Magri, 42 anos, ocorrida no domingo, 1º de novembro, em Dourado, será investigada pela Polícia Civil de Ribeirão Bonito. A informação foi passada na manhã desta quinta-feira, 12, pelo delegado Reinaldo Lopes Machado que comanda o caso.

A vítima teria sido atingida por uma moto enquanto assistia a uma competição de motocross em uma pista às margens da rodovia Professor Luís Augusto de Oliveira (SP-215). A mulher chegou a ficar internada por nove dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Santa Casa de São Carlos.

Machado informou que foi instaurado um inquérito policial por homicídio culposo (quando não há intenção de matar).

No dia do acidente, Cristiane era expectadora e estaria encostada em uma van quando foi atropelada. O piloto de uma moto não conseguiu fazer uma curva na pista, perdeu o controle e atingiu em cheio a vítima.

Ao São Carlos Agora, Machado teria dito inicialmente que a Polícia Civil não teria sido informada sobre a prova e foram surpreendidos com o acidente. Relatou ainda que a Polícia Militar também não teria sido comunicada e pelo fato do evento ter ocorrido no final de semana, a perícia criminal não foi solicitada.

O delegado disse ainda que outra informação seria a de que um filho da vítima participava da competição. “Estamos no início do inquérito e vamos ouvir pessoas envolvidas e checar esta informação”, antecipou.

ESPAÇO MUNICIPAL

A pista de motocross de Dourado seria da Prefeitura Municipal e segundo Machado, o evento em questão não teria autorização e nem era do conhecimento da municipalidade.

“Vamos interrogador o organizador da competição e informações iniciais ditas por ele é que levará documentos comprobatórios que poderia utilizar a pista e que naquele dia não ocorria campeonato e sim, apenas um treino e que não era aberto ao público”, ponderou a autoridade policial.

Por fim, Machado informou ainda que será investigado se o evento teria obedecido as normas de segurança em virtude da Covid-19 onde eventos que promova aglomeração, não pode ser realizado, segundo determinações do Governo do Estado de São Paulo.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias