Menu
domingo, 24 de janeiro de 2021
Região

Justiça decreta prisão da mãe e do padrasto de Joaquim

11 Nov 2013 - 09h55Por Jornal a Cidade
Ao negar primeiro pedido de prisão, juíza alegou que casal colabora com as investigações e não oferece risco de fuga (Foto: F.L.Piton / A Cidade) - Ao negar primeiro pedido de prisão, juíza alegou que casal colabora com as investigações e não oferece risco de fuga (Foto: F.L.Piton / A Cidade) -

A Justiça de Ribeirão Preto decretou, na noite deste domingo (10), a prisão temporária da mãe e do padrasto do menino Joaquim Marques Ponte, de 3 anos, encontrado morto nesta tarde, no rio Pardo, em Barretos.

Natália Ponte prestou depoimento na DIG (Delegacia de Investigações Gerais) nesta noite e Guilherme Longo foi levado pela PM (Polícia Militar) da casa da família para um local não divulgado.

O juiz plantonista Cássio Ortega de Andrade assina a prisão do casal, que tem validade de 30 dias. O pedido partiu da Polícia Civil e do Ministério Público.

O delegado da DIG, Paulo Henrique Martins de Castro, disse que não vai dar detalhes sobre o motivo do pedido de prisão para não atrapalhar as investigações e para garantir a integridade física dos envolvidos.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias