Menu
quarta, 24 de fevereiro de 2021
Região

Ibaté dá exemplo, investe na cultura e no sonho de jovens carentes

08 Mar 2016 - 09h21
Foto: Marcos Escrivani - Foto: Marcos Escrivani -

A cidade de Ibaté dá exemplo na região central do Estado e investe na formação cultural dos seus jovens, com intuito inicial de formar cidadãos, mas abrir espaço para que eles possam sonhar com um futuro melhor. Na manhã de sábado, 5, o São Carlos Agora esteve presente durante duas horas (9h às 11h) presenciando as atividades que reuniu mais de 50 crianças e adolescentes.

No Centro de Formação Artística Anna Ponciano Marques, no Jardim Cruzado, diariamente jovens aprendem pintura em tecido, desenho artístico, capoeira, balé, dança de rua, dança contemporânea e teclado, piano, baixo elétrico, violão, viola nos níveis iniciantes, intermediário e avançado, além de percussão, e em parceria com o Departamento de Esportes o karatê e com o Cras, curso de cabeleireiro.

Portanto, uma gama de atividades para que o jovem possa encontrar o que mais lhe agrada e consequentemente dedicar-se a ela.

DANÇA DE RUA

A dança de rua (ou street dance) é uma das atividades oferecidas no Centro Cultural e que tem como professor há sete anos, Gabriel Escrivani, 31, formado em Educação Física pela Unicep São Carlos. Neste período trabalhou com aproximadamente 700 crianças ibateenses.

"Nossa meta é formar cidadãos, trabalhar a educação e dança como ferramenta da cidadania, ética e respeito. Paralelamente tirar o jovem da ociosidade e prepará-las para o futuro, proporcionando momentos de atividade sadia e de muito lazer", disse Gabriel.

De acordo com ele, desde o início de suas atividades no Centro Cultural, cinco jovens praticam com ele a dança neste sete anos. Começaram com 10, 11 anos e hoje são jovens", diz orgulhoso. "É uma satisfação muito grande ver eles crescerem e se tornarem pessoas de bem em um ambiente saudável. Acredito que se o jovem após passar um período com a gente, estudar, se tornar um profissional e formar uma família, não há dinheiro que pague", afirmou.

EM 2016

No Centro Cultural há hoje aproximadamente 100 crianças e jovens (entre 7 e 22 anos - ambos os sexos) praticando a dança de rua no Centro Cultural, nas aulas realizadas nas tardes de terça-feira e manhãs de sábado.

São crianças que buscam seu espaço na sociedade e carregam sonhos e esperanças.

"A dança de rua é muito legal. Mexe com o nosso corpo e nos dá alegria. Quero me tornar uma dançarina", disse a pequena Karla Rafanny Macedo Almeida, 12 anos, que estuda na EE Orlando da Costa Telles;

Já Estevão Ananias dos Santos, também 12 anos e aluno no Jardim Cruzado garante que a dança de rua é "uma coisa muito boa" e seu sonho é se tornar um B-boy. "São movimentos 'da hora'. A gente se solta quando dança".

A jovem Vanessa Cabreira Galvão, 18 anos e que há seis dedica-se a dança de rua já terminou o Ensino Médio e agora pretende cursar Enfermagem. Mas sem deixar a dança de rua.

"Me sinto leve no palco ou nos treinos. Durante a dança, imagino um mundo sem guerra, sem violência. Com muita luz e paz". Dedicada, Vanessa disse que encontrou na dança de rua uma atividade saudável e onde fez amigos.

"Me expresso dançando. Me sinto calma, apesar da dança de rua ser agitada. E a vibração da 'galera', me deixa mais a vontade, feliz e emocionada", finalizou.

PREFEITURA DE IBATÉ INVESTE FORTE NA FORMAÇÃO CULTURAL

A Prefeitura Municipal de Ibaté na contra mão de muitas cidades da região, investe forte na formação cultural de jovens e adolescentes da cidade.

Além das atividades desenvolvidas pela rede municipal de ensino, o Centro de Formação Artística Anna Ponciano Marques (Centro Cultural) que está localizado no Jardim Cruzado oferece diversos cursos em diversos seguimentos culturais.

Segundo o diretor de Cultura de Ibaté, Joziel Gama a cidade tem uma filosofia adotada na época da administração do ex-prefeito Zé Parrella de que quando for fazer que faça bem feito. Essa filosofia unida a experiência administrativa e a vivência que o prefeito Alessandro Rosa possui, pode garantir uma cidade diferenciada das outras. Quando se investe em educação e cultura, se investe na formação e no futuro de nossos jovens.

"Aqui temos um time que nos permite realizar projetos de interesse da comunidade com condições físicas e de equipamentos para isso. A estrutura que a Prefeitura de Ibaté só nos motiva para continuar esse trabalho'', afirma Gama.

Ainda segundo o diretor de Cultura esse trabalho se mantém forte porque na época da ex-prefeita e hoje presidente do Fundo Social Lú Spilla, houve continuidade e investimentos também no setor. Hoje a cidade conta com os melhores professores e a melhor metodologia para incentivar as crianças a participarem dos cursos.

O Centro Cultural oferece cursos de pintura em tecido, desenho artístico, capoeira, balé, dança de rua, dança contemporânea e teclado, piano, baixo elétrico, violão, viola nos níveis iniciantes, intermediário e avançado, além de percussão, e em parceria com o Departamento de Esportes o karatê e com o Cras, curso de cabeleireiro.

Outra atividade desenvolvida no Centro Cultural são os cursos de informática para adolescentes e inclusão digital para a Melhor Idade, além de dois novos cursos profissionalizantes, Operador de Caixa e Auxiliar Administrativo.

São aproximadamente 500 alunos atendidos gratuitamente e que recebem lanche, fruta, suco e uniforme.

Outro trabalho que vem crescendo muito na cidade e que está conquistando a atenção em suas participações regionais é a Banda Marcial Municipal de Ibaté que tem como madrinha a ex-prefeita Lú Spilla e o maestro Kaike Leite no comando da garotada.

"Este ano ainda temos as oficinas que vamos fazer em parceria com a Oficina Cultural de São Carlos como Teatro Espontâneo e Grafite", concluiu Gama.

O Centro Cultural fica na rua Itirapina (sem número) no Jardim Cruzado e informações podem ser obtidas pelo fone (16) 3343-4676 das 7h às 11h e das 13h às 17h.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias