Menu
domingo, 27 de setembro de 2020
Região

Delegado de Araraquara assume Deinter-3

07 Jan 2010 - 12h05Por Redação São Carlos Agora
A Polícia Civil iniciou ontem uma série de mudanças em peças chaves na cúpula da instituição em Araraquara e região, além de outras cidades paulistas. O delegado Valmir Granucci, de 51 anos, que comandava a Delegacia Seccional de Araraquara e mais 18 cidades da microrregião, deixa o cargo para assumir a chefia do Departamento de Polícia Judiciária do Interior (Deinter-3), em Ribeirão Preto, com a responsabilidade de administrar sete seccionais e um total de 93 cidades da macrorregião.

Nascido em Itápolis, mas morando em Araraquara há muitos anos, Granucci, que estava à frente da Seccional local, desde setembro de 1996, aceitou o convite da Delegacia Geral para a chefia regional. “É um desafio, mas conheço a região, os delegados, os problemas e acho que iremos fazer um bom trabalho”, disse em entrevista exclusiva à Tribuna. Agora, além da Seccional de Araraquara, ele administrará também as regionais de São Carlos, Bebedouro, Franca, Sertãozinho, Barretos, Ribeirão Preto e São Joaquim da Barra.

Granucci assume a cadeira do delegado Rafael Rabinovich, que retornou para São Paulo. A Delegacia Seccional de Araraquara já tem novo comando. (veja matéria nesta página). Granucci diz que deve manter na macrorregião a mesma linha de trabalho que já desenvolvia na cidade. “Vou continuar buscando duas coisas básicas:
comprometimento profissional cobrando resultados e, de forma alguma, vamos aceitar nenhum tipo de corrupção”, frisa o delegado.

Para evitar ações do tipo, agora, no Deinter-3, Granucci revive uma antiga parceria da época da Seccional com o delegado Marcos Lacerda, que está na Corregedoria da Polícia Civil, em Ribeirão. Por enquanto, ele não estuda mudanças na organização dos 2.038 policiais da região. “Todos temos um sonho quando ingressamos na profissão e, a partir desse momento, vou procurar dar o melhor. Tenho um compromisso e vou brigar pela minha região e não vou ficar sentado vendo as coisas passarem.”

Cláudio Dias/Tribuna Impressa
comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias