Menu
domingo, 29 de março de 2020
Educação

Vereador Roselei cobra agilidade na contratação de professores

09 Mar 2020 - 15h13Por Redação
Roselei conversa com pais e responsáveis de alunos na nova escola do Jardim Araucária - Crédito: DivulgaçãoRoselei conversa com pais e responsáveis de alunos na nova escola do Jardim Araucária - Crédito: Divulgação

O vereador Roselei Françoso (REDE) cobra agilidade da Prefeitura de São Carlos na contratação de professores para a rede municipal de Educação. As aulas começaram no dia 10 de fevereiro, porém muitas salas continuam sem o professor fixo.

“Faltam cerca de 70 professores na rede, 40 na Educação Infantil e 30 no Fundamental, além dos professores especialistas em educação especial”, destaca Roselei. “Estou visitando as escolas desde o início das aulas e recebendo muitos servidores e pais de alunos na Câmara”, frisa. “Na semana passada estive no conselho escolar do Araucária, a Emeb Alcyr Affonso Leopoldino, e alguns pais expressaram essa preocupação”, diz. “O secretário Nino Mengatti explicou a dificuldade”, contou.

De acordo com Roselei, é normal ocorrerem ajustes no início do ano letivo por conta de afastamentos por saúde ou outros problemas. “A educação municipal tem 1,8 mil servidores e acabou de ocorrer a efetivação dos diretores”, explica. “Porém, já se passaram quatro semanas de aula e a Prefeitura precisa solucionar o problema”, cobra.

O último concurso público vigente para professores municipais em São Carlos venceu no dia 10 de abril de 2019. A realização de um novo ocorreu somente em novembro e as provas foram aplicadas em dezembro. “Um grupo de professores fez denúncias sobre irregularidades neste concurso e o processo está suspenso pela Justiça”, relembra Roselei.

No entanto, segundo o vereador, mesmo antes da suspensão a Prefeitura havia feito um processo seletivo e já possui um quadro de profissionais habilitados para os cargos. “A Secretaria de Gestão de Pessoas tem que agilizar essa contratação para evitar ainda mais prejuízos para os alunos”, destaca.

Para Roselei, além de não planejar adequadamente a reposição dos professores, a Administração Municipal também falha em não dialogar internamente sobre os assuntos relacionados com pessoal. “Temos problemas na Saúde, Educação e em outros setores”, lamenta. “Faço esse alerta ao prefeito com o objetivo de colaborar na solução dos problemas”, finaliza.

OFICIAL – O vereador Roselei Françoso aprovou requerimento na Câmara na última sessão para questionar a Prefeitura sobre o motivo de algumas salas estarem sem professores, quantos profissionais foram chamados pelo processo seletivo, por qual motivo ainda não foram chamados e quais medidas foram adotadas para mitigar os efeitos danosos das perdas das aulas. O prazo para a Prefeitura responder é de quinze dias.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias