Menu
domingo, 11 de abril de 2021
Política

Roselei Françoso pede urgente regularização do transporte em Santa Eudóxia

06 Fev 2018 - 13h08Por Redação
Foto: Arquivo/SCA - Foto: Arquivo/SCA -

O vereador Roselei Françoso (Rede) apresentou na Câmara Municipal um requerimento de informações à Prefeitura solicitando providências para regularizar em caráter de urgência o transporte coletivo distrito de Santa Eudóxia.

Roselei recebeu reclamações de moradores do Distrito quanto às "péssimas condições em que vem sendo realizado o serviço público de transporte coletivo" na localidade. Após os transtornos envolvendo o setor na cidade e a intervenção da Prefeitura na administração dos serviços da empresa responsável, foram paralisadas duas linhas de transporte no período da manhã, nos horários das 6h e 8h, permanecendo apenas das linhas dos horários de 5h35 e 7h05.

No dia 31 de janeiro, registrou-se o embarque de 125 pessoas no coletivo da linha das 7h05, situação que o vereador classificou como lamentável, informando que a Polícia Rodoviária foi acionada e parou o ônibus na altura do loteamento Varjão, fazendo com que todos os passageiros descessem do veículo.

"Os trabalhadores tiveram que chamar táxi para buscá-lo e levá-los para os respectivos trabalhos, pois os empregadores já estão cansados dos atrasos em virtude dos problemas com os ônibus e ameaçam demiti-los", relatou. "Muitos não têm carro próprio para fazer o percurso durante esse período turbulento da cidade e os que têm não conseguem arcar com esse combustível diariamente", acrescentou.

Roselei considera o problema preocupante "pois além dos riscos que correram no ônibus superlotado, os moradores de Santa Eudóxia temem por seus empregos, o que está tão difícil de conseguir". Outro complicador é o fato de gestantes, idosos e pessoas com crianças de colo não terem acesso a assento preferencial ou garantia desse direito ao percorrer um trajeto de 40 km.

No requerimento, o parlamentar observa que no mês passado a Prefeitura publicou o Decreto nº 08, de 22/01/2018 reconhecendo situação de estado de emergência, caminhando para estado de calamidade pública na prestação dos serviços de transporte coletivo urbano e interviu no serviço, "assumindo a operação e consequentemente a empresa, com todo seu ativo, veículos, equipamentos".

"Mesmo assim, as linhas ainda não estão regulares, precisando de urgente controle e retorno das atividades", afirma, opinando que um serviço público essencial "não pode sofrer solução de sua continuidade sem que isso resulte em prejuízos e danos irreparáveis à população".

No documento, Roselei indaga a razão das linhas do período da manhã, do Distrito de Santa Eudóxia, não estarem rodando regularmente e solicita que sejam retomadas. Ele pergunta também o que pode ser feito pela administração para atenuar os problemas enfrentados pelos usuários e qual a previsão para que todas as linhas de ônibus da cidade estejam operando regulamente.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias