Menu
quarta, 08 de dezembro de 2021
Polêmica

Regulamentação de motoristas de aplicativos promete ‘esquentar’ sessão da Câmara

30 Out 2018 - 09h57Por Marcos Escrivani
Regulamentação de motoristas de aplicativos promete ‘esquentar’ sessão da Câmara - Crédito: Divulgação Crédito: Divulgação

Uma matéria deve agitar a sessão da Câmara Municipal na tarde desta terça-feira, 30. Na pauta, a regulamentação dos motoristas de aplicativos (Uber, 99 Táxi, 4 Move e Cabify), onde a Prefeitura Municipal pretende definir as regras e a cobrança de tributos em São Carlos.

O assunto mexe com muitos motoristas na cidade. Grande parte utiliza este trabalho para um acréscimo na renda familiar e coloca veículos próprios para o transporte de passageiros.

É o caso do contador Derike Contri, 35 anos. “Não somos contra a regulamentação”, adianta. “Nós, motoristas, queremos atender as normas estabelecidas e com isso trave a vinda de motoristas de outras cidades para cá. Nossa reivindicação é para que haja clareza na legislação. Hoje ela se apresenta muito obscura”, disse.

Ele afirmou que muitos motoristas estarão na Câmara Municipal durante a sessão e irão acompanhar a votação da regulamentação em questão.

PONTOS OBSCUROS

Durante entrevista ao São Carlos Agora na manhã desta terça-feira, 31, Derike pontuou alguns fatos que considera “obscuro” na proposta feita pela Prefeitura Municipal.

“Uma delas é a cobrança do ISS. Não revela qual o valor e não explica como será. Qual o percentual. É um silêncio que incomoda”, relatou.

Tem ainda o exame toxicológico para determinar se o motorista não faz uso de entorpecentes. “Acho justo, correto. Mas não explica se o exame é o de pelo ou o comum (urina). Se será anual tal teste”, relatou. “É estranho, pois ninguém fala nada, ninguém define nada”, emendou.

PONTOS PARA EMBARQUE E DESEMBARQUE

Derike disse ainda que a Prefeitura Municipal também não define pontos para embarque e desembarque de passageiros. “No Terminal Rodoviário não temos onde deixar os usuários. Na área central, pior ainda. Não há um local pré-estabelecido. E se pararmos no meio da rua poderemos ser multados. Como dissemos antes, não somos contra a regulamentação. Reivindicamos apenas clareza nas decisões que irão ser tomadas. Pautamos pelo diálogo”, finalizou Derike.

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias