Menu
sábado, 19 de setembro de 2020
Após dois meses

Penha deixa Secretaria da Pessoa com Deficiência por divergências

06 Nov 2018 - 12h35Por Marcos Escrivani
Penha deixa Secretaria da Pessoa com Deficiência por divergências -

Divergências! Aparecido Donizete Penha ex-vereador pelo PV na legislatura 2013/2016 foi exonerado nesta segunda-feira, 5, pelo prefeito municipal Airton Garcia (PSB) e deixou a Secretaria da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida, onde era diretor do departamento de defesa da pessoa com deficiência.

Penha ficou apenas dois meses no cargo. Assumiu o cargo no dia 13 de agosto. “Mas a decisão em sair foi pensada. Neste período percebi a grande demanda que tínhamos e vi a necessidade em dar uma resposta rápida a coletividade. Em gerir adequações a lei do transporte público. Durante dois meses tentei alterar a política pública e melhorar a qualidade de vida. Temos ciência que a Prefeitura Municipal não tem orçamento para esta pasta, mas estávamos empenhados em buscar recursos estaduais e federais. Fomentar a política externa. Procurei trabalhar em prol da comunidade com deficiência, mas vi que a coisa não fluía. Não conseguia fazer com que minhas propostas fossem adiante. Então não vi necessidade da minha presença nesta Secretaria”, comentou Penha em entrevista ao São Carlos Agora.

O QUE É DE DIREITO

Nestes dois meses, Penha enfatizou que trabalhou em várias frentes com intuito de melhorar as condições da pessoa com deficiência em São Carlos.

“No transporte público, com o projeto Porta a Porta. Diminuiu o atendimento por parte da Suzantur, mas a clientela aumentou. E a nova licitação prevê menos coletivos ainda. Busquei trabalhar para facilitar a busca de remédios na Farmácia de Alto Custo. Valorizar eventos onde estão envolvidos paratletas. Estes são alguns exemplos. Como não vi nenhuma iniciativa caminhar, acredito que minha presença lá não era necessária. “Penso que a secretaria não tem que se limitar apenas, a emprestar cadeira de rodas”.

Segundo ele, em termos de engenharia, São Carlos deixa a desejar quando o assunto é mobilidade urbana para deficiências. “Não adianta pontuar agora. Tem muito a se fazer para dar mais conforto e dignidade para nossa população com necessidade especial”.

LONGE DA POLÍTICA

Penha salientou ainda que quer distância da política. “Não penso em ser secretário (hoje a Secretaria da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida é comandada pelo ex-vereador José Paulo Gomes). Muito menos em ser candidato a vereador em 2020. Quem sabe trabalhando fora do Poder Público possa fazer ações úteis para essa coletividade”, comentou.

“Como disse, não quero ser secretário. Mas a Secretaria tem que lutar pelo deficiente. Não posso ser diretor de uma secretaria que hoje não defende sua comunidade”, finalizou.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias