Menu
sábado, 14 de dezembro de 2019
Polêmica

Melo diz que vereadores praticam emenda bumerangue; parlamentares acusam ex-prefeito de corrupção

04 Dez 2019 - 07h14Por Redação São Carlos Agora
Vereador Leandro Guerreiro segura cartaz com acusações contra ex-prefeito - Crédito: SCAVereador Leandro Guerreiro segura cartaz com acusações contra ex-prefeito - Crédito: SCA
O ex-prefeito João Otávio Dagnone de Melo acusou os vereadores de São Carlos de praticarem emenda bumerangue. Na sessão desta terça-feira (3), os vereadores rebateram as acusações, afirmando que o ex-prefeito fez denúncias sem prova e sem citar nomes. O genro do ex-prefeito, o atual vice-prefeito, Giuliano Cardinali, também foi alvo de críticas. Vereador chegou a pedir a renúncia do vice-prefeito.
 
As declarações do ex-prefeito Melo foram feitas em um programa matinal de sua rádio, a Realidade. Na ocasião estava presente o ex-vereador Maurício Ortega. O ex-prefeito afirmou que os vereadores estavam usando as emendas parlamentares para se beneficiarem através da ‘emenda bumerangue’, prática criminosa onde um parlamentar recebe parte dos recursos destinados as entidades. 
 
As críticas ao ex-prefeito tomaram a maior parte do tempo da sessão desta terça-feira.
Moisés Lazarine, Robertinho Mori, Rodson Magno, Roselei Françoso, Sergio Rocha, Leandro Guerreiro, Gustavo Pozzi e Lucão Fernandes teceram críticas ao ex-prefeito.
 
O vereador Rodson Magno disse que as denúncias são levianas e sem prova e que se realmente a prática existe, Melo deveria vir a público e revelar os nomes dos vereadores.
 
Já Gustavo Pozzi argumentou que ao não citar nomes, o ex-prefeito colocou todos vereadores na mesma esteira e sob suspeita.
 
Durante o discurso do vereador Sérgio Rocha, Leandro Guerreiro pediu para reproduzir o áudio das denúncias de Melo e exibiu manchetes de jornais que acusavam o ex-prefeito de ser corrupto, como fraude de licitação, lavagem de dinheiro, desvio de verba na merenda. “Roubou R$ 40 milhões da merenda e da saúde, quem é você [Melo] para falar de um vereador”, questionou Guerreiro.
 
Em tom de ironia, o presidente do Legislativo, Lucão Fernandes, disse que o desvio de verba para merenda deveria ser conhecido como merenda bumerangue. “Recurso que deveria viabilizar comida para boca das crianças, mas foi para boca dele [Melo]”
 
Robertinho Mori mirou em seu discurso o atual vice-prefeito, Giuliano Cardinali, que também é genro de Melo. Mori afirmou que o ex-prefeito deveria se preocupar com o genro. “O prefeito Airton Garcia, mesmo com problema de saúde, vai trabalhar todos os dias, inclusive aos sábados e domingos. Não vejo o genro [Giuliano Cardinali) do Melo lá (Prefeitura)”.
 
Na mesma linha de Robertinho, Roselei criticou o genro do ex-prefeito em um dos trechos do áudio, o qual Melo diz que a Câmara reinventou uma forma de fazer política local. 
 
“Foi a própria família dele [Melo] que reinventou a forma de fazer política. Uma pessoa que exerce um cargo de vice-prefeito se quer vem trabalhar. O prefeito doente, fazendo quatro sessões de hemodiálises por dia, todos os dias está na Prefeitura. Onde está o vice-prefeito? Eu soube na semana passada que ele está no Mato Grosso cuidando dos negócios. Deveria renunciar, não cumpre com as obrigações”, declarou Roselei.
 
“Eu não sei porque ele [Melo]fica com essas fofocas nesse horário [na rádio], fala daquele que dorme com sua filha, que não tem atribuição, não serve pra nada, é um peso na administração. Tem um salário gordo, mais de R$ 10 mil por mês, isso sim é um salário bumerangue”, criticou Lucão.                              
Júlio Cesar deu dois motivos para explicar as denúncias de Melo contra Câmara, especificamente contra sua gestão. Primeiro, porque quando era presidente cortou a publicidade da rádio do ex-prefeito. Segundo, porque é autor da lei ficha limpa que impede Melo de ocupar um cargo na administração pública. Júlio Cesar pediu um debate no programa de rádio de Melo, com a presença do vice-prefeito Giuliano Cardinali.
 
Vereadores se disseram desapontados com ex-vereador Maurício Ortega por aceitar passivamente as acusações e não defendê-los.
comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias