Menu
quinta, 23 de janeiro de 2020
História sem fim...

Em áudio vazado, nova polêmica na saúde de São Carlos

Palermo diz que Carla Zambelli não mandou emenda de R$ 500 mil; Deputada se defende e diz que secretário contou com “ovo que nem tinha sido botado”

12 Jan 2020 - 08h25Por Marcos Escrivani
Marcos Palermo ao lado da deputada federal Carla Zambelli - Crédito: Arquivo/SCAMarcos Palermo ao lado da deputada federal Carla Zambelli - Crédito: Arquivo/SCA

Uma nova polêmica atingiu a saúde de São Carlos neste sábado, dia 11, quando em um áudio vazado para uma assessora, o secretário de saúde Marcos Palermo teria condenado a atitude da deputada federal Carla Zambelli (PSL) que visitou a cidade em 29 de junho de 2019 e prometeu uma emenda parlamentar de R$ 500 mil que seria aplicada na UPA Vila Prado e na Santa Casa.

No áudio vazado, Palermo teceu várias críticas à parlamentar. Disse em sua fala que teve que sair de sua casa no sábado, tirar fotos ao lado dela e que chegou a levar uma enrabada do prefeito Airton Garcia (PSB). Relatou ainda que tirou dinheiro do orçamento para iniciar a reforma da UPA Vila Prado.

Palermo informou ainda que não é político e abomina a politicagem rasteira. “Para mim é desonesta e faz os outros de palhaço”. Afirmou ainda que é um cara sério, que tem uma missão e que a saúde de São Carlos passa por dificuldades. Relatou também que esteve em Brasília e com menos esforço conseguiu o equivalente a R$ 4 milhões e que pede que Zambelli cancele tal emenda e que não mande mais os prometidos R$ 500 mil.

DEPUTADA DIZ QUE SECRETÁRIO FOI INOCENTE E INGÊNUO

A deputada federal Carla Zambelli respondeu às acusações de Palermo e disse que ele teria sido inocente e ingênuo ao contar com o ovo antes dele ter sido botado.

“Em junho estive em São Carlos e fiz a indicação de R$ 500 mil para a Prefeitura de São Carlos para ser usada da maneira que o secretário achar melhor, na Santa Casa, ou em outro hospital que achar melhor.

Mas qualquer pessoa da área executiva sabe que não se pode usar nem contar com os recursos antes dele chegar. Enquanto não estiver na conta, não se pode contar com ele”, disse a parlamentar. “Eu não fiz nenhuma divulgação, não fiz nenhum louro a respeito dos R$ 500 mil enquanto ele não chegasse. Tivemos problemas na distribuição de emendas porque o PLN 18 demorou pra ser aprovado e o PLN 48, que foi de suplementação de verba do governo também demorou muito pra ser aprovado. Eu ainda não divulguei os R$ 500 mil indicados para a Prefeitura Municipal de São Carlos. Se eu não divulguei, porque o secretário fez isso?”, indagou.

Na resposta a Palermo, a deputada federal de Ribeirão Preto demonstrou surpresa pela atitude. “Eu acho que ele contou com o ovo antes de ter sido botado e infelizmente colocou a culpa em mim. Na verdade, acredito, foi infeliz no que disse. A culpa não é minha, não é dele e de ninguém de São Carlos. Na verdade, a culpa é dos deputados e senadores em geral que demoraram para votar o PLN 48 e por isso o dinheiro ainda não saiu”, explicou.

Zambelli afirmou ainda que se os R$ 500 mil não foram divulgados, “porque ele divulgou a obra? Fica a pergunta”, diz. “Ele foi inocente e ingênuo ao pensar que o dinheiro sai assim. Não é assim que funciona. O novo governo tem um compromisso com a população e faz a coisa certa e não distribuir dinheiro sem ter ele em caixa. Por isso fechamos as contas em 2019 com superávit. Esse dinheiro vai cair na conta de São Carlos, pois ele foi destinado. Mas não depende de mim e sim, do Ministério da Saúde e isso está sendo desenvolvido. Por fim, o secretário teve um rompante e falou mal da minha pessoa sem necessidade. Espero que ele coloque a mão na consciência e perceba isso”, finalizou.

O ÁUDIO

Abaixo, o áudio vazado do secretário de Saúde de São Carlos, Marcos Palermo, a deputada federal Carla Zambelli:

Até agora a Carla não mandou o dinheiro, tá?”. Enrolou. Nós entramos em contato com a assessoria, pedimos. Eu não sou político, não tenho que passar por isso, certo? Fez foto comigo, fez matéria comigo, me tirou da minha casa em um sábado, fui lá, fui na Santa Casa. Ela prometeu pra mim pra Santa Casa e até agora nada.

Não precisa mais mandar, tá? Levei uma enrabada do prefeito porque eu tive que tirar dinheiro do orçamento pra começar a reforma na UPA Vila Prado, que ela prometeu meio milhão pra fazer a reforma. Como eu não sou político e abomino esse tido de coisa, essa politicagem rasteira, que pra mim é totalmente desonesta, fazer os outros de palhaço, eu não tenho que pagar pau pra ela. Eu vou tornar público isso daí, que ela me usou, certo? Sabendo que eu sou um cara sério, que eu tenho uma missão aqui na Saúde, tô passando muitas dificuldades na Saúde, eu precisava desse dinheiro, contei com esse dinheiro, ela não mandou. Ela veio aqui, posou de bacana e não mandou o dinheiro pra nós.

Deputados de menor expressão em Brasília, quando eu estive lá, protocolei requerimento, eu já consegui quase quatro milhões de vários deputados, vários. Cada um mandou 300, 400, 600. Até o deputado dai de partidos que são criticados pela população mandaram dinheiro pra nós.

E ela, que nós temos parceria com ela, ela fez isso com a gente. Só tô te avisando, eu não vou mencionar seu nome, não vou falar de você, gosto muito de vocês, mas o que a Carla fez foi sacanagem”.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias