Menu
sexta, 10 de julho de 2020
Política

Câmara faz sessão vazia e pedido de suspensão das sessões gera debate entre Chico Loco e Leandro

18 Mar 2020 - 13h09Por Redação São Carlos Agora
Câmara faz sessão vazia e pedido de suspensão das sessões gera debate entre Chico Loco e Leandro - Crédito: Divulgação Crédito: Divulgação

Com objetivo de evitar a propagação do coronavírus, a Câmara Municipal de São Carlos realizou, nesta terça-feira (17), sessão sem a presença do público. A Mesa Diretora da Câmara baixou uma resolução suspendendo o atendimento ao público.

Somente vereadores, funcionários da Câmara, assessores, estagiários, terceirizados e profissionais da imprensa, podem adentrar na Casa de Leis. Além de vetar a presença do público, durante a sessão, a Câmara tomou a decisão de abrir as quatro janelas do plenário.

Entre os vereadores, todo cuidado era pouco na hora de se cumprimentar. O vereador Chico loco (PSB) chegou a sugerir que os edis deveriam manter uma distância mínima de um metro e reclamou que acomodação da Casa de Leis não permitia a medida.

O mesmo vereador e Leandro Guerreiro abriram uma discussão sobre a suspensão das sessões durante as terças-feiras.

Chico pediu para os vereadores refletirem a possibilidade de interrupção das sessões e realizar reuniões somente em caráter extraordinário.

“A pandemia é assunto de interesse mundial. Eventos esportivos foram cancelados no mundo todo para evitar concentração de pessoas, eu queria apresentar aqui preocupação com nossas sessões plenárias para que nós repensassemos se não caberia a nós a interrupção momentânea das atividades do plenário na Câmara, uma vez que estamos em um momento delicado, apesar de São Carlos não ter um caso confirmado. Quando a cidade registrar o primeiro caso, teremos que tomar medidas mais extremas”, declarou

Daniel Lima acenou para o discurso de Chico Loco e disse que a cidade precisa dobrar a atenção.

Leandro Guerreiro, por sua vez, não gostou do discurso de Chico Loco e Daniel.

“O comércio e a indústria estão trabalhando. Então vamos parar para ficar vagabundeando em casa, euquanto aqueles que estão no comércio e na industria pagarão nosso salário. Os vereadores e os assessores vão devolver esse dinheiro?”, questionou Leandro.

E continuou: “Estão tratando o caso como se todo mundo estivesse contaminado, estão ficando bitolados. Vereador é gladiador do povo e se morrer vai morrer todo mundo, parar a sessão não vai salvar São Carlos”.

Medida extrema

O presidente da Câmara Municipal, Lucão Fernandes, afirmou na sessão que a Mesa Diretora da Câmara baixou uma resolução decidindo restringir atendimento à população.

“Os atendimentos serão feitos por telefone, redes sociais para evitar colocar em risco a vida das pessoas e dos vereadores”.

 A Câmara também proibiu os carros oficiais de se deslocarem fora do município pelo período de 15 dias, definiu que servidores acima de 65 anos adotem o home office e estuda revezamento entre os estagiários. Lucão informou que a Câmara formou uma comissão para visitar as unidades de saúde para tomar conhecimento dos encaminhamentos de possíveis casos do coronavírus e propor soluções.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias