Menu
terça, 28 de setembro de 2021
Ponto de vista

Azuaite conclama vereadores a se unirem em defesa da democracia e contra Bolsonaro

Parlamentar declarou que o Brasil “assistiu estarrecido” a manifestação do “inquilino do Palácio do Planalto” contra as instituições democráticas

10 Set 2021 - 10h17Por Redação
Azuaite: “Bolsocaro diz pra comprar fuzir em vez de comprar feijão, ignora que o povo passa fome neste país" - Crédito: DivulgaçãoAzuaite: “Bolsocaro diz pra comprar fuzir em vez de comprar feijão, ignora que o povo passa fome neste país" - Crédito: Divulgação

O vereador Azuaite Martins de França (Cidadania) conclamou “todos os vereadores democratas que ocupam a representação do povo na Câmara Municipal de São Carlos” a se somarem a uma frente unitária em defesa da democracia. Ele comunicou na sessão plenária desta quarta-feira (8) sobre sugestão apresentada ao presidente nacional do Cidadania, Roberto Freire, “para que repetisse aquilo que fizemos na época das Diretas-Já: levar para o mesmo palanque aqueles que, pensando diferentemente, pudessem estar unidos em defesa da democracia no Brasil e, em consequência, contra Bolsonaro”.

“Este é o caminho que seguiremos aqui em São Carlos, chamando os democratas e os partidos democratas desta cidade”, acrescentou, afirmando em seguida que em Brasília Roberto Freire promove articulações com outros líderes “para dar uma resposta à altura à escalada golpista e para dar segurança a todos que defendem a democracia neste país”.

Azuaite declarou que o Brasil “assistiu estarrecido” a manifestação do “inquilino do Palácio do Planalto” contra as instituições democráticas. “Bolsocaro diz pra comprar fuzir em vez de comprar feijão, ignora que o povo passa fome neste país que é um dos maiores produtores de alimentos do mundo e onde 15 milhões de pessoas estão sem emprego e 600 mil brasileiros foram mortos pela Covid-19 da qual ele debochou dizendo ser uma gripezinha”.

O vereador citou uma frase do físico, escritor e filósofo alemão Georg Lichtemberg (“Quando os que comandam perdem a vergonha, os que obedecem perdem o respeito) e um verso de “Os Lusíadas” de Camões (“O fraco rei faz fraca a forte gente) como analogia do que ocorre no Brasil, acrescentando que as manifestações de apoiadores de Jair Bolsonaro  “são próprias daqueles que esperneiam porque sabe que perderam o apoio popular e perderão as eleições”.

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias