Menu
segunda, 28 de setembro de 2020
Polícia

Violência aterroriza moradores do Jardim Cardinalli

12 Jan 2010 - 15h28Por Redação São Carlos Agora
0 - 0 -

Cardinalli e adjacentes sofrem com a ação dos criminososA ação de assaltantes está deixando os moradores do Jardim Cardinalli, Portal do Sol e Vila Nery assustados. Em menos de uma semana três assaltos contra residências foram registrados na região. Em todos os casos famílias foram mantidas reféns sob a mira de armas. Os moradores reclamam da falta de policiamento no local.

O último assalto foi na noite desta segunda-feira (11) na Rua José Cerri. O autônomo MGS, de 38 anos foi rendido por dois homens quando estava sentado na calçada em frente a sua residência. A mulher dele e o filho de 11 anos foram abordados pelos marginais no interior do imóvel. Todos foram trancados em um dos quartos.

Os assaltantes fugiram levando eletrônicos, dinheiro e dólares, além do carro da família que foi usado na fuga. Traumatizado, o filho do casal precisou ir para outra cidade.

Na noite do último domingo dois homens também fizeram uma família refém durante um assalto na Rua Joaquim Eduardo Catarino, no bairro Rancho Velho, região da grande Vila Nery.

O auxiliar administrativo MAMB, de 34 anos foi rendido na garagem quando se preparava para uma viagem. A esposa e o filho foram dominados no interior da residência.

As vítimas foram mantidas trancadas em um dos cômodos e só conseguiram se soltar horas depois.

A dupla fugiu levando vários eletroeletrônicos, além do carro que foi encontrado na manhã seguinte abandonado no Jardim Beatriz, zona sul da cidade.

Na quinta-feira à noite, dois homens renderam seis pessoas em um assalto na Rua Marcolino Lopes Barreto, na Vila Nery. Os ladrões deixaram as vítimas amarradas e fugiram levando vários objetos.

A reportagem doSão Carlos Agoraconversou com as vítimas da violência. Um comerciante que não quis ser identificado, vítima de assalto no ano passado disse que a sua vida e da família mudou após o crime. “Após o roubo, a minha mulher queria vender a casa e ir para um condomínio fechado". Ele reclama da falta de policiamento no bairro. “Olha é bem difícil, a gente está bem deficiente de policiais, então a gente sai de madrugada, chega à noite e é difícil ver uma viatura.”, disse o comerciante.

Em entrevista, o comandante interino do 38º Batalhão, Major Negretto disse que semanalmente são feitas reuniões para definir quais os bairros necessitam de mais policiamento e em seguida é realizado um remanejamento de viaturas, inclusive de pelotões especiais como Força Tática e Rocam. A região da Vila Nery e Jardim Cardinalli terá uma atenção especial, disse o major que pede a colaboração da população quanto aos cuidados que devem ser tomados na própria segurança, como ao chegar em casa ficar atento a presença de estranhos nas proximidades.
comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias