Menu
segunda, 26 de outubro de 2020
Polícia

Rocam detém acusado de aplicar golpe do paco

06 Mai 2009 - 13h56Por Redação São Carlos Agora
Atualizada às 16h25

Policiais militares da Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas (ROCAM) detiveram no final da manhã desta quarta-feira (06) um homem acusado de aplicar o conhecido golpe do paco. Com ele foi encontrado uma pasta, dois pacotes de papeis que servem para simular maços de dinheiro e R$ 780,00 em dinheiro. O acusado que diz morar em Mogi das Cruzes, na grande São Paulo, já tem passagens pela Polícia pelos crimes de homicídio, porte ilegal de arma e estelionato, inclusive ele já esteve preso na Casa de Detenção de São Paulo.

OSCAacompanhou a ocorrência e apurou que a detenção ocorreu no cruzamento das ruas Dona Alexandrina e Santa Cruz. Os policiais militares Matos e Vieira foram informados por uma mulher, que um homem que havia tentado lhe aplicar um golpe em Janeiro estava nas redondezas. Os PMs localizaram o suspeito e constataram se tratar do cilindrista Claudomiro Massiano da Silva, de 56 anos. Outros três suspeitos, que estavam com Silva conseguiram fugir em um veículo Corsa prata.

Silva e os amigos estavam hospedados em um hotel da cidade desde a noite desta terça-feira (05). Ele informou dados falsos para preencher a ficha de hospedes. Segundo a Polícia, eles vieram até São Carlos somente para praticar golpes.

O estelionatário foi encaminhado para o 4º Distrito Policial do Jardim Ricetti, onde foi indiciado por tentativa de estelionato e em seguida liberado.

GOLPE DO PACO – “CHEQUE ACHADO” OU “PACOTE DE DINHEIRO
COMO ACONTECE

Os golpistas (agem em dupla) observam que uma pessoa saca uma elevada quantia de dinheiro em agência bancária. Quando a pessoa sai da agência, um golpista vai à sua frente e o outro, logo atrás. O que vai à frente deixa cair um cheque de alto valor ou um “pacote de dinheiro”. A vítima, que vem logo atrás, percebe e recolhe o objeto caído e vai atrás do golpista informando o que ele derrubou; aí o golpista que vem logo atrás também diz que viu o acontecido. O golpista que deixou cair o cheque ou “dinheiro” alega que vai recompensar os dois, aí convence a vítima que vá até seu escritório para receber a quantia prometida, porém, como “garantia”, pede a bolsa com o dinheiro sacado no banco. O outro golpista acompanha a pessoa por alguns momentos e a abandona. A pessoa já não sabendo o que fazer vai até o local apontado pelo golpista e descobre que foi vítima de um tremendo golpe.
COMO EVITAR

Não acredite em estranhos, não entregue jamais a sua bolsa como garantia a ninguém. A sua ganância pode lhe custar muito caro, dinheiro muito fácil não se acha por aí. Ao perceber o golpe, procure disfarçar e entre em contato com a Polícia Militar (190) ou Polícia Civil (147).
comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias