Menu
quinta, 13 de maio de 2021
Polícia

Reportagem do Fantástico destaca morte do soldado Santi

15 Out 2012 - 10h03
Reportagem do Fantástico destacou a morte do soldado Santi. - Reportagem do Fantástico destacou a morte do soldado Santi. -

A morte do soldado da Polícia Militar Marco Aurélio De Santi completou 1 mês neste domingo (14). O programa Fantástico mostrou uma reportagem especial sobre a morte de policiais no Estado neste ano. A reportagem destacou a morte de Santi e do sargento Adriano Simões da Silva um dia depois em Araraquara.

O Ministério Público e as polícias Civil e Federal investigam a facção que age dentro e fora dos presídios paulistas. Em escutas telefônicas autorizadas pela Justiça, integrantes desse bando declaram guerra contra a PM. Foi em uma conferência, com vários criminosos, em agosto passado.

Segundo as investigações, um grupo de criminosos obedeceu as ordens da quadrilha e matou dois policiais do interior do estado, em setembro.

Um suspeito de chefiar a quadrilha do lado de fora das cadeias lê uma mensagem: “Em cima das execuções covardes, realizadas pelos policiais militares, partindo diretamente da Rota, a resposta será à altura, pois sangue derramado se cobra do mesmo modo”.

Antes desse "salve” geral, a ação da Rota com o maior número de mortes este ano tinha acontecido em maio, na Zona Leste de São Paulo: seis homens morreram, segundo a versão da polícia, em uma troca de tiros.

A mensagem da quadrilha tem a matemática do crime. A cada comparsa morto - chamado de "irmão" -, dois policiais devem ser executados. “A partir dessa data, 8/8/2012, foi determinado como missão cobrar a morte do irmão à altura, executando dois policiais da mesma corporação que cometeu o ato da covardia”, diz um criminoso. E se o prazo de 10 dias para matar os pms não for cumprido... “Caso não for tomada atitude nesse prazo e cobrada a morte do irmão, caberá punição rígida. Boa sorte para todos.”

As escutas telefônicas gravadas com autorização do Ministério Público mostram que os assassinos falam em código:
“Você sabe se o pessoal de Araraquara, o irmão lá, alugou a casa?”
“Não.”

Policiais federais, policiais civis e promotores que escutaram mais de 100 horas de gravações não têm duvida: "alugar uma casa" quer dizer "matar um policial".

De acordo com as investigações, em 13 de setembro, um criminoso da região de Araraquara avisou que a morte de um policial estava próxima:
“O pessoal falou que entre hoje e amanhã, vai alugar.”
“Fechou.”

No dia 14 de setembro, em São Carlos, o soldado Marco Aurélio de Santi foi assassinado. No dia seguinte, na vizinha Araraquara, bandidos executaram o sargento Adriano Simões da Silva.

Segundo as investigações, os assassinatos foram confirmados por telefone:
“A casa foi alugada mesmo?”
“Foi, foi.”

A morte do soldado Santi continua sendo investigada pela Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de São Carlos. Um dos suspeitos de ter participado do crime continua preso no Centro de Triagem.

Com informações do portal G1

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias