Menu
segunda, 20 de setembro de 2021
Polícia

Rapaz diz que foi condenado à morte pelo tribunal do crime

27 Out 2010 - 09h02

Um caminhoneiro de 31 anos, morador na vizinha Araraquara, teve o carro completamente queimado na noite desta terça-feira (26). Ele disse que foi condenado à morte pelo “tribunal do crime” pelo envolvimento com drogas e conseguiu escapar por um milagre das mãos dos traficantes.

Segundo o próprio rapaz, no último domingo (24) ele veio até São Carlos e ficou por um tempo na casa de parentes na região do Botafogo. Em seguida foi até a casa de conhecidos para usar crack.

Essas pessoas descobriram que ele estava devendo dinheiro para traficantes e começaram a cobrar a divida de cerca de R$ 2 mil. O caminhoneiro foi até Araraquara para tentar pedir dinheiro aos pais e retornou com a Parati, cinza, ano 1992, do pai.

O rapaz conta que a partir daí foi levado por um casal desconhecido para uma casa no Santa Felícia e ontem à noite descobriu que havia sido condenado à morte pelo “tribunal do crime”. Ele conseguiu escapar e se escondeu em uma casa vizinha.

Enquanto isso os desconhecidos pegaram a sua Parati e começaram a rodar próximo da residência na intenção de resgatá-lo.

A Polícia Militar foi chamada e conduziu o caminhoneiro até o plantão policial. Enquanto isso o Centro de Operações da PM (COPOM) era informado que a Parati havia sido encontrada em chamas em uma estrada de terra perto do Condomínio Terra Nova.

Na delegacia foi registrado apenas um boletim de ocorrência de ameaça. O caso será investigado por policiais da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) e pelo 5º DP.

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias