Menu
segunda, 27 de setembro de 2021
Polícia

Polícia Federal investiga auditor por corrupção

19 Jun 2010 - 12h08Por Redação São Carlos Agora

 Polícia Federal (PF) de Araraquara cumpriu, nesta sexta-feira, dois mandados de busca e apreensão em São Carlos, contra um auditor fiscal do trabalho, acusado de cobrar propina de empresários para evitar multas. Ele já está afastado, porém, segue em liberdade e responde pela acusação de corrupção. Em nota, a PF diz que a apreensão visa "recolher provas para instrução de um inquérito policial". O auditor trabalha na Gerência Regional do Trabalho, em São Carlos e não teve o nome divulgado.

De acordo com a nota oficial do órgão, com apoio da Gerência, foi descoberto que o servidor público pedia propina. Com a prática, em apenas um ano, já teria conseguido cerca de R$ 150 mil. O dinheiro foi pago por empresários de São Carlos e cidades próximas. "Também por determinação judicial foram bloqueados três imóveis, cujo valor total pode superar um milhão e duzentos mil reais", informa a PF.

Agora, a investigação se concentra na análise dos documentos e mídias apreendidos na casa do auditor. Segundo a PF, os empresários que entregaram dinheiro a ele poderão ser responsabilizados pelo crime de corrupção ativa. A pena pode chegar a 12 anos de reclusão. Já empresários que tenham sido procurados pelo servidor, segundo a PF, podem colaborar com a investigação fazendo denúncias tanto na sede da delegacia, em Araraquara, quando na Gerência, em São Carlos.

Cláudio Dias/Araraquara.com

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias