Menu
terça, 04 de agosto de 2020
Polícia

Polícia apreende farto armamento e dois acusados após assalto contra assistente de licitação

05 Mar 2009 - 10h09Por Redação São Carlos Agora
A Polícia Militar após um árduo trabalho durante todo o dia de ontem conseguiu prender dois supostos integrantes de uma quadrilha e farto armamento. Os homens são acusados de assaltar um assistente de licitações do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) ainda durante a manhã desta quarta-feira (4). Na fuga os dois bateram a perua Kombi que ocupavam. O motorista foi detido na hora e o comparsa preso na Santa Casa de Araraquara, onde estava sendo medicado. No final do dia a Polícia Civil fechou a ocorrência com a apreensão de várias armas que foram localizadas na casa de um dos acusados.

O assalto foi comunicado à Polícia Militar por volta das 8h20. Segundo informações passados ao COPOM, um homem que estaria participando de uma licitação pública na sede do SAAE na rua Dr. Carlos Botelho, 1201, havia sido assaltado e o bandido fugiu levando uma mochila. Um dos seguranças do local chegou a perseguir o marginal.

Minutos depois, a PM foi informada que na rua Dr. Serafim Vieira de Almeida, quase cruzamento com a Avenida Francisco Pereira Lopes, uma Kombi havia tombado após bater no muro e um ônibus da Athenas Paulista.

No local do acidente os PMs Neto e Cale apuraram que o motorista da Kombi, branca, 83, placas CQJ 6849 – São Carlos, Alessandro Barbosa, de 20 anos, estava ferido e contou uma história bastante fantasiosa aos policiais, dizendo que havia sido assaltado e obrigado a ir até o SAAE da Carlos Botelho. No assoalho da Kombi foi encontrada uma pistola Taurus PT-100 .40, carregada com cinco munições eu um saco com diversas munições de vários calibres.

O motorista do ônibus, disse que um segundo homem havia deixado o local levado por um Gol cinza, tomando sentido ignorado.

Supondo que o assaltante estaria machucado o COPOM passou a fazer contato com todas as unidades de saúde da cidade e da região para verificar se algum homem havia dado entrada ferido.

Na sede do SAAE, PMs colheram maiores informações sobre o assalto e ficaram sabendo que o paulistano GDLS, de 26 anos havia chegado no local por volta das 7h15 para participar de uma reunião de licitação e na porta de entrada do escritório ele foi surpreendido por um homem, que dizendo estar armado anunciou o assalto e apanhou a bolsa contendo documentos e fugiu em direção a Kombi. O vigilante do estabelecimento foi atrás do assaltante e chegou a bater na porta do veículo, momento em que teve uma arma apontada para a cabeça. Os bandidos fugiram com a Kombi, sendo perseguidos de perto pelo vigilante e pelo Paulistano.

Em alta velocidade o motorista da Kombi entrou na rua Dr. Serafim Vieira de Almeida, onde aconteceu o acidente. Segundo o vigilante, ele ajudou a desvirar o veículo e logo em seguida apanhou a bolsa do assistente de licitações e regressou ao SAAE.

Após passar pelo médico, o motorista Alessandro Barbosa, vulgo “Nego”, passou a contar uma história fantasiosa aos PMs e disse que disse que por volta das 6h50, chegou na empresa de esquadria metálica localizada na vila Boa Vista, onde trabalha por 8 anos e após apanhar a caminhonete Kombi, carregada com algumas estruturas metálicas, apanhou com o comerciante, proprietário da empresa, cerca de R$ 30,00 para colocar combustível e iniciou mais um dia de trabalho.

“Nego” relata que ao atingir o cruzamento das ruas Joaquim Rodrigues Siqueira e Natalino Mastro Francisco, ainda no Boa Vista, avistou um rapaz com roupas escuras sinalizando à ele.

Imaginando que o rapaz queria alguma informação, alega Alessandro Barbosa que parou, quando o suspeito sacou de uma pistola, anunciou o assalto e aos gritos teria dito “vai, vai”, mandando ele seguir para avenida Grécia.

Segundo “Nego”, o assaltante ordenou que ele seguisse para a rua Dr. Carlos Botelho, pois queria chegar rápido no SAAE. Ainda segundo “Nego”, o assaltante dizia que sabia seu endereço e sabia quem seria sua mulher e se ele tentasse chamar a polícia, ou tentasse escapar, mataria sua família.

Por volta das 7h30, “Nego” estacionou a caminhonete Kombi nas proximidades de um estacionamento na região do SAAE, e o ladrão teria saído, porém quando tentava avisar dois homens que estariam nas proximidades para chamar a polícia, avistou o ladrão correndo de arma em punho, carregando uma bolsa e gritando para sair dali, tendo então seguido viagem, quando acabou se acidentando, ao seguir para a região do bairro Santa Angelina.

Levado à presença do delegado Erison Duarte dos Santos, “Nego” teria dado a mesma versão. Por volta das 11h20, a Polícia Militar de Araraquara alertava a PM São-carlense, que um homem com as características passadas, teria dado entrada no Pronto Socorro Municipal (PSM) do Jardim Melhado, com o braço esquerdo fraturado.

O pintor Tiago Henrique Ferreira da Silva, de 25 anos foi trazido até o 3º Distrito Policial de São Carlos onde foi reconhecido como o homem que havia roubado a bolsa no SAAE.

Desconfiados que “Nego” pode estar envolvido no crime ao invés de ser vítima, investigadores foram até a sua casa localizada na rua Joaquim Gonçalves Ledo, Jardim Beatriz e encontraram localizaram 8 cartuchos carregados para pistolas ponto 40, 1 cartucho para armas calibre 22, 1 tubo de gás de pimenta (usado pela polícia em distúrbios), uma pistola calibre 22, com silenciador e coldre, além de um pote transparente contendo 44 gramas de cocaína e 11 gramas de crack, sem embalagens.

Indagado, “Nego” disse que seria viciado em drogas e teria aquelas munições, gás pimenta e armas em sua casa, mas não as usaria.
Diante dos fatos, o motorista recebeu voz de prisão e foi novamente levado ao 3º Distrito Policial, agora na condição de preso. Ele foi autuado por porte ilegal de armas e munições e também por co-autoria no roubo contra o assistente de licitações.

Já por volta das 17h35, a Polícia Militar recebeu nova denúncia de que na casa de “Nego”, havia mais armas e munições, que estavam escondidas no telhado.

Policiais da Rocam foram ao local e localizaram uma caixa contendo 10 cartuchos intactos para armas de calibre ponto 40, 14 cartuchos intactos calibre 38, 5 munições calibre 22, uma munição intacta para fuzil calibre 7.62, um carregador para arma calibre 22 com munições, um par de algemas de dedo, um par de algemas de punho, uma espingarda calibre 22 de repetição e uma carabina de uso restrito calibre 44.

Todo o material foi encaminhado ao Plantão Policial, onde foi apreendido.

Alessandro e Tiago foram recolhidos ao centro de triagem, onde estão a disposição da Justiça.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias