Menu
domingo, 25 de outubro de 2020
Polícia

PM descobre poderoso esquema de falsificação na Vila Monteiro

07 Out 2009 - 14h05Por Redação São Carlos Agora
0 - 0 -
Eletricista tenta não mostrar o rosto para a câmera do São Carlos Agora na TVA Polícia Militar da cidade de São Carlos após um intenso trabalho acabou descobrindo um grandioso esquema de falsificação de documentos que era praticado por um eletricista em sua própria casa na Vila Monteiro. A operação começou ainda na noite desta terça-feira (6) após uma BMW preta com lacre rompido ser localizada estacionada na contra-mão defronte à casa do acusado. Entre os documentos apreendidos estão uma CNH e RG falsificados. Um notebook com holerites falsos também foi encontrado. A ocorrência está sendo apresentada neste momento na Delegacia de Investigações Gerais (DIG).

Quartel general da falsificação

Após receber denúncias anônimas de que em uma casa na Rua Marcolino Lopes Barreto, na Vila Monteiro estaria funcionando um esquema de falsificação, policiais militares da Força Tática suspeitaram de uma BMW preta com o lacre rompido que estava estacionada de forma irregular na contra mão de direção. Os policiais identificaram o eletricista ATS, de 34 anos como sendo o dono do veículo. Ele seria o suspeito de falsificação apontado pela denúncia.

A equipe da Força Tática sob o comando do sargento Mauricio realizou uma averiguação na casa do eletricista e acabou localizando algumas cópias de documentos em nome de terceiros, além de holerites possivelmente falsificados. Durante a madrugada ATS foi levado ao plantão policial, ouvido e liberado.

Na manhã desta quarta-feira (7) uma equipe do Rádio Patrulhamento Padrão (RPP) abordou um veículo com várias pessoas chegando à residência do eletricista. Elas portavam documentos falsificados e disseram que haviam adquirido junto ao acusado.

Como funcionava o esquema

OSão Carlos Agoraacompanhou a operação da PM e constatou que o eletricista recrutava pessoas principalmente de fora da cidade para servirem de laranjas. Elas forneciam os seus nomes para o estelionatário que realizava a montagem de documentos falsos. Essas pessoas recebiam um valor aproximado de R$ 500.

O acusado utilizava estes dados para falsificar documentos pessoais para interessados que possuem o nome sujo na praça e que pretendiam realizar compras de carros e mercadorias em São Carlos. Além de carteiras de habilitação e RG, ele também falsificava holerites, inclusive o seu telefone era repassado para lojistas como forma de confirmação de dados para aprovação de fichas cadastrais.

Uma pessoa que não quis se identificar, disse que procurou o falsificador, pois estava com o nome no Serasa e queria comprar alguns produtos em lojas do comércio local. “Ele chegou a fornecer amostras de documentos com a minha foto, com os dados de outras pessoas (laranjas)”, declarou a mulher à nossa reportagem.

Prejuízos aos bancos

De acordo com a Polícia Militar, ATS havia adquirido um Gol, um Ford Ká e o BWM preto em duas revendas na cidade. Em todos os casos ele usou documentos falsos em nome de terceiros. Em posse dos veículos ele não pagava nenhuma prestação do financiamento e após três meses de atrasos a financeira procurava a pessoa que estava relacionada na ficha de cadastro, no caso os laranjas, que não sabiam dar informações sobre o paradeiro dos carros e ficavam com os nomes sujos.

Segundo informações, alguns destes veículos chegaram a ser desmanchados.

Ao todo cinco pessoas estiveram prestando esclarecimentos na DIG e foram liberadas.

Já o falsificador que já tem passagem pela Polícia por assalto, tráfico de entorpecentes e receptação continua detido na delegacia. Ele morava em Araraquara e está em São Carlos há três meses.

O desfecho final desta operação você confere logo mais aqui no São Carlos Agora.

Matérias relacionadas

Força Tática localiza “fábrica” de documentos falsos na Vila Monteiro


comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias