Menu
quarta, 08 de dezembro de 2021
Crime hediondo

Pai é acusado de engravidar a própria filha de 12 anos

Acusado cometeu abusos na cidade de Goiás e a vítima mora hoje com a tia em São Carlos

20 Out 2021 - 14h07Por Marcos Escrivani
Delegacia de Defesa da Mulher - Crédito: arquivo SCADelegacia de Defesa da Mulher - Crédito: arquivo SCA

Um pai de 46 anos está sendo acusado de engravidar a própria filha de 12 anos, além de cometer maus-tratos. O fato ocorreu em Goiás, mas a vítima mora atualmente em São Carlos com uma tia. Nesta quarta-feira, 20, a garota esteve no Hospital das Clínicas, em Ribeirão Preto onde realizou exames.

Paralelamente, o caso é acompanhado pela Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), de São Carlos, através da delegada Denise Gobbi Szakal, onde foi registrado boletim de estupro de vulnerável.

Segundo apurado, o acusado, em 2013 teria matado a sua mulher a pauladas, na frente dos filhos quando morava na Bahia. Na época, chegou a ser preso, mas foi solto em seguida e mudou-se para Goiânia.

Naquele ano, os filhos chegaram a ficar com as tias, mas meses depois voltaram a morar com o pai em Goiás. Porém, a que mora em São Carlos ficou sabendo dos maus-tratos e foi buscar os sobrinhos, quando descobriu que a menina de 12 anos, está grávida de quase cinco meses.

CONSELHO TUTELAR ACOMPANHA

Em entrevista a conselheira Ariane Fondato Quirino que acompanha o caso através do Conselho Tutelar de São Carlos disse que além da menina de 12 anos que é gestante, há ainda uma irmã de 16 anos e outros dois irmãos, de 18 e 21 anos e que por um longo período todos sofriam maus-tratos.

“Nos relatos obtidos junto às vítimas, ficamos sabendo eles assistiram o pai matar a própria mãe. Descobrimos também a gravidez da menina de 12 anos e que o responsável seria o seu pai de 46 anos. Estamos dando todo o atendimento possível, pois ficaram traumatizados. Hoje eles estão com a tia e após todos os fatos apurados tudo será encaminhado para o Ministério Público. Paralelamente estamos fazendo todo o acompanhamento”, afirmou Ariane.

BO E INQUÉRITO POR GOIÂNIA

A delegada Denise Gobbi Szakal que responde pela DDM em São Carlos afirmou que foi procurada por familiares das vítimas sobre os maus tratos e a gravidez da garota de 12 anos. “Registramos um boletim de ocorrência de estupro de vulnerável e realizamos todas as oitivas. O próximo passo é encaminhar toda a documentação para a Polícia Civil de Goiânia”, afirmou.

Sobre os crimes cometidos pelo acusado de 46 anos, a delegada não soube precisar se ele teria sido penalizado quanto ao assassinato (matou a esposa a pauladas) em 2013 no estado de Bahia.

Já em Goiás, apurou que os abusos contra a filha de 12 anos ocorreram em 2020 e que culminou com a gravidez da menina. “Após o envio do material para a Polícia de Goiânia, acredito que será aberto inquérito naquele estado, local onde tudo aconteceu. Creio que já deram início a todo o procedimento de praxe”, assinalou.

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias