Menu
segunda, 01 de março de 2021
Polícia

Padre da igreja Santa Rita é vítima de roubo e Força Tática prende criminoso em flagrante

01 Set 2016 - 08h45
Foto: Maycon Maximino - Foto: Maycon Maximino -

Um assalto na residência de um padre de 59 anos, por volta das 22h desta quarta-feira, 31, terminou na prisão de seis criminosos envolvidos em roubos em São Carlos, após uma ação policial que avançou durante a madrugada desta quinta-feira, 1. Um dos acusados, Adriano Henrique Bispo de Mello, 23 anos, foi autuado em flagrante pelo delegado Walkmar Souza Negré no plantão policial e recolhido ao Centro de Triagem de São Carlos.

O São Carlos Agora acompanhou todo o caso e apurou que o padre chegou na casa de um parente, na rua Nossa Senhora Auxiliadora, no Jardim Planalto Paraíso e foi surpreendido pelo ladrão. Mediante ameaças de morte, foi obrigado a entrar na casa com o assaltante que portava uma arma falsa.

O religioso, após levar uma coronhada na cabeça foi obrigado a entregar perfumes, celulares, dinheiro, joias e outros objetos. Praticado o crime, fugiu.

Entretanto, uma denúncia anônima levou policiais militares da Força Tática composta pelo tenente Rocha e soldados Carlos e Frisene até uma casa na rua Elias Landgraf, no Santa Angelina.

Adriano foi detido no local e encaminhado ao plantão policial com todos os roubados do padre, que foi medicado e passa bem.

MAIS CRIMINOSOS

Durante interrogatório no plantão, as autoridades conseguiram obter informações de outros criminosos que estariam praticando roubos em São Carlos.

Diante de tal revelação, outra viatura policial comandada pelo sargento Fabiano foi até uma residência na rua Martin Agazarian, no São Carlos 5 e em outra na rua Valdomiro de Oliveira Santana, no Santa Angelina onde foram detidos três homens maiores de idade e dois menores. Nessas casas haviam TVs, vídeo games, armas falsas, rádios HT, tocas ninja, joias, relógios, Ipad, celulares entre outros produtos de origem duvidosa.

Os cinco suspeitos, bem como todos os produtos foram encaminhados a Delegacia de Investigações Gerais (DIG) e ficaram à disposição da autoridade policial.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias