Menu
quinta, 25 de fevereiro de 2021
Polícia

Motorista usa carro de padre para roubar em São Carlos

12 Mai 2016 - 08h48Por Pedro Maciel
Foto: Arquivo/SCA - Foto: Arquivo/SCA -

Investigadores do 1º e 4º DPs prenderam terça-feira, 10, Cleber D.C., 33 anos, que exercia a função de motorista de um padre em Araraquara. Ao volante de uma Zafira prata, no dia 4, quarta-feira, esteve em São Carlos acompanhado do religioso que teria participado de uma reunião.

Neste dia seu veículo e o seu motorista teriam desaparecido. Com isso o padre regressou para Araraquara por meios próprios. Mas ainda em São Carlos registrou o desaparecimento de sua Zafira e do motorista. 

Com base nas informações do religioso, os investigadores comandados pelo delegado Maurício Antônio Dotta e Silva, na manhã de segunda-feira, 9, apurou sobre a apreensão da Zafira na madrugada de sexta-feira, 6, durante patrulhamento preventivo feito por policiais militares. O veículo estava na rua Bernardino de Campos, na Vila Prado. Ao ser questionado, Cleber disse que não conseguia explicar o que teria ocorrido e que pretendia regressar para Araraquara. A Zafira foi aprendida, o motorista liberado e o padre comunicado em Araraquara.

ROUBO

Na manhã de segunda-feira, 9, um comerciante de 69 anos, procurou o delegado Maurício Dotta e Silva e muito abalado informava que havia sido assaltado na manhã de quinta-feira, 5, quando um ladrão invadiu sua loja, localizada na rua Professor Moacir Moreira Cezar, no Parque do Coqueiros, região leste de São Carlos e após mostrar-lhe a coronha de uma arma de fogo sob a camisa que vestia, anunciou o assalto e roubou do caixa R$ 200,00 e fugiu em seguida dirigindo um carro prata. 

Na manhã de terça-feira, 6, os investigadores do 1º DP trouxeram para São Carlos o motorista Cleber e após ser ouvido pelo delegado teria dito que havia perdido os sentidos e somente teria recobrado ao ser parado por uma viatura da Polícia Militar. Os investigadores em conversa com Cleber descobriram que ele após deixar o padre na região de Vila Prado, teria se dirigido ao Cidade Aracy e se encontrado com algumas pessoas.

Ligando a apropriação indébita da Zafira e o comércio assaltado no Jardim dos Coqueiros, os policiais civis indagaram o motorista sobre suas andanças por São Carlos e acabaram descobrindo que seria ele o assaltante que roubou o comerciante de 69 anos.

CONFISSÃO

Indagado pelo delegado, Cleber confessou o crime e disse que teria tido uma crise de abstinência após deixar o padre e também fazer uso de bebidas, foi para região do Cidade Aracy onde além de bebidas fez uso do crack, droga em que seria dependente químico. Se mostrando arrependido, Cleber, disse que este teria sido seu primeiro crime e que ao invés de usar um revólver como estaria o comerciante falando, ele afirma que usava uma chave de rodas para o assalto.

Após ouvir as alegações do motorista, Dotta o indiciou pelo crime de roubo (artigo 157) do Código Penal Brasileiro e representou ao Ministério Público Estadual (MPE) pela prisão temporária do motorista.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias