Menu
domingo, 22 de setembro de 2019
Fatalidade

Motorista morre após carro cair em córrego em São Carlos

20 Ago 2019 - 08h00Por Marcos Escrivani
Motorista morre após carro cair em córrego em São Carlos - Crédito: Maycon Maximino Crédito: Maycon Maximino

Um homem morreu na manhã desta terça-feira, 20, após o veículo cair no córrego Monjolinho, na região da USP São Carlos. Acredita-se que ele teria sofrido um enfarte enquanto dirigia seu veículo.

O São Carlos Agora apurou que Felipe de Almeida Silva  Corradine, 32 anos sentia fortes dores no peito e chegou a ir na UPA Santa Felícia em busca de socorro médico e após ser atendido, foi orientado a buscar atendimento na Santa Casa e após descer a rua Miguel João e entrar na Avenida Francisco Pereira Lopes, em uma rotatória com destino a instituição de saúde, ao virar o volante do seu Citroën C3, teria sentido fortes dores no peito.

O carro subiu na sarjeta e se precipitou para dentro do córrego. O motorista estava acompanhado de sua esposa.

Uma Unidade Resgate do Corpo de Bombeiros foi ao local e durante o resgate, constatou que o motorista estava sem pulsação. A esposa, por sua vez, sentia fortes dores no peito.

Uma Unidade de Suporte Avançado (USA) do Samu socorreu a vítima que não suportou o mal súbito e morreu a caminho da Santa Casa. Sua esposa, Patricia Gion Corradine, 31 anos, com fortes dores nas costas, também foi socorrida à instituição de saúde.

PREFEITURA EMITE NOTA

No início da tarde desta terça-feira, 20, a assessoria de imprensa da Prefeitura Municipal emitiu nota oficial sobre a morte de Felipe de Almeida Silva Corradine, 32 anos, que teria ido até a UPA Santa Felícia após mal súbito e posteriormente se envolver em um acidente que culminou com sua morte. Abaixo, a nota em sua íntegra:

“O paciente foi atendido pelo plantonista na UPA Santa Felícia com entrada as 4h23 do dia 20/8/19, foi medicado e passou por um eletrocardiograma. O médico solicitou encaminhamento para a Santa Casa para realização de novos exames que não são realizados em UPAs. A prerrogativa de solicitar ou não ambulância para o encaminhamento é do médico. A direção da Unidade está averiguando todo o protocolo de atendimento e o secretário de Saúde, Marcos Palermo, já solicitou a substituição do profissional na escala médica, uma vez que o mesmo presta serviço por meio de empresa licitada, além da abertura de sindicância”.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias