Menu
quinta, 22 de abril de 2021
Momentos apreensivos

Madrugada é marcada por duas tentativas de suicídio em São Carlos

24 Ago 2018 - 08h16Por Redação
Madrugada é marcada por duas tentativas de suicídio em São Carlos - Crédito: Arquivo/SCA Crédito: Arquivo/SCA

Os bairros diferentes, os motivos ignorados. Mas a realidade é que a sexta-feira, 24, começou apreensiva para duas famílias de São Carlos, quando duas jovens tentaram a prática do suicídio.

De forma lamentável, mas uma coincidência, é que ambas tentaram cortar o pulso esquerdo. Entretanto foram socorridas a tempo, internadas na Santa Casa e não correm risco de morte.

Um caso aconteceu na Avenida Dr. Heitor José Reali, no Distrito Industrial Miguel Abdelnur. Uma recepcionista de 21 anos tentou contra a própria vida após o marido sair para um passeio com a filha. Ao retornar viu a esposa em meio a remédios, estilete e uma poça de sangue. O fato ocorreu por volta dos 12 minutos.

Já na rua Aurora Godoy Carrera, no São Carlos 8, uma dona de casa de 26 anos tentou cortar o pulso com uma barra de ferro. Foi socorrida por familiares até a Santa Casa. O marido disse que a esposa é depressiva. Esta tentativa foi registrada aos 13 minutos.

Como ajudar e prevenir o suicídio

Quando se suspeita que alguém pode estar com pensamentos suicidas, o mais importante é demostrar amor e empatia por essa pessoa, tentando entender o que está acontecendo e quais os sentimentos associados. Por isso, não se deve ter medo de perguntar para a pessoa se ela está se sentindo triste, deprimida e, até se está pensando em suicídio.

Depois, deve-se procurar ajuda de um profissional qualificado, como um psicólogo ou psiquiatra, para tentar mostrar à pessoa que existem outras soluções para o seu problema, que não o suicídio. Uma boa opção é ligar para o Centro de Valorização da Vida, ligando para o número 188, que se encontra disponível 24 horas por dia.

As tentativas de suicídio são, na maioria das vezes, impulsivas e, por isso, para prevenir uma tentativa de suicídio também se deve retirar todo o material que possa ser utilizado para se suicidar, como armas, comprimidos ou facas, dos locais onde essa pessoa passa mais tempo. Isto evita comportamentos de impulsividade, fazendo com que se tenha mais tempo para pensar numa solução menos agressiva para os problemas.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias