Menu
domingo, 24 de janeiro de 2021
Polícia

Justiça Federal ouve 29 réus em São Carlos sobre fraude contra o INSS

06 Ago 2013 - 09h03

Durante toda tarde de segunda-feira (5), o Ministério Público Federal (MPF) e a Justiça Federal precisaram usar o tribunal do júri do Fórum Estadual de São Carlos, no centro para ouvir testemunhas sobre o maior número de réus que acompanhados de uma ex-servidora do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), são apontados pelo Ministério Público Federal como partes de um processo criminal em que foram beneficiados em uma fraude que lesou a instituição. Pessoas de São Carlos e outras cidades figuram no processo que corre sobre segredo de Justiça Federal.

]A reportagem esteve no Fórum Criminal, porém integrantes do Ministério Público, inúmeros advogados e um Juiz Federal informaram que não poderiam dar detalhes sobre o conteúdo das investigações por estar a ação penal sobre segredo judicial. Descobrimos que 29 réus, acompanharam na presença de seus advogados o relato de testemunhas durante uma audiência de acusação.

São-carlense

Uma pessoa de São Carlos que concordou em falar com a reportagem sem ser identificada e gravar entrevista disse que seria mais uma vítima em uma história que ela não quis entrar em detalhes, porém revelou que várias pessoas teriam ganhado muito dinheiro. Apuramos que em parte desta história pessoas forjavam registros com dados falsos sobre o tempo de serviço e o valor da contribuição de segurados para concessão de aposentadorias, causando prejuízo ao INSS.

Sigilo

Em nota  o Núcleo de Comunicação Social a Justiça Federal esclareceu que nesse processo foi decretado o sigilo das partes (nome dos réus, autor e advogados). Ainda segundo a nota trata-se de uma ação penal interposta pelo Ministério Público Federal (MPF) contra uma ex-servidora do INSS e outros 29 réus que, segundo o MPF, também foram beneficiados com a fraude. Já houve o recebimento da denúncia e o processo está agora na fase da oitiva de testemunhas de acusação. O MPF arrolou três testemunhas no caso. A Justiça Federal também informou que a próxima fase será a intimação e oitiva das testemunhas de defesa, que serão arroladas por cada um dos réus. Ainda não há prazo para a finalização desta fase, devido ao grande número de acusados.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias