Menu
sexta, 18 de junho de 2021
Polícia

Homem mantinha “posto de combustíveis” em casa no Cidade Aracy

07 Abr 2015 - 18h50

Durante investigações os policiais civis do 2º Distrito Policial encontraram na tarde desta terça-feira (7) um posto de combustíveis que funcionava em uma residência no bairro Cidade Aracy II. As investigações tiveram início após moradores da região sul da cidade ter comentado que estariam comprando gasolina muito mais barata que em postos da cidade. Até mesmo um dos investigadores ficou surpreso com a forma em que a gasolina era armazenada e como um pedreiro de 52 anos teria montado um sistema de abastecimentos de galões que partia do interior da sala do imóvel, onde estavam vários equipamentos elétricos ligados com um grande risco de explosão. Ao ser interpelado o pedreiro disse que o combustível seria dele, bem como informou que seria uma reserva que teria em sua moradia e vendia para amigos. Ele não quis comentar de onde estaria saindo dezenas de galões de 5 a 100 litros de gasolina estocados em sua residência.

CAMPANA

Depois das denúncias, policiais civis montaram uma campana com viaturas descaracterizadas na rua Florisberto Aparecido da Silva, (antiga rua 61) e minutos após um homem parou seu veículo defronte a residência, onde deixou o carro carregando um galão de 5 litros. O comprador de combustíveis foi abordado e confirmou que estaria naquela casa para comprar gasolina. Os policiais foram atendidos por uma dona de casa que disse nada saber e até franqueou a entrada dos policiais civis dizendo que o esposo estaria trabalhando como pedreiro em uma obra da cidade.

GALÕES E GASOLINA  

Na sala da casa, ao lado do guarda-roupa havia inúmeros galões de 5 litros com resquícios de gasolina e ao abrir o porta-malas do Gol, branco, com placas de São Carlos, os investigadores encontraram outros galões também de 5 litros e um deles ainda continha gasolina. No guarda-roupa os policiais encontraram mais galões estocados com combustíveis e outros ainda vazios.

“AUTO POSTO CASA”

Um dos investigadores resolveu abrir outra porta do guarda-roupa que estaria trancada com chaves e para sua surpresa além de encontrar mais galões ele se deparou com uma mangueira com um registro como se fosse um gatilho para abastecer tanques de combustíveis, interligada na lateral do armário e a parede da sala. A mangueira estava conectada a um galão de 100 litros de gasolina.

Na sala os policiais do 2º DP ainda encontraram o “caixa” do “Auto Posto Casa” que o pedreiro teria montado para receber os abastecimentos de seus clientes.

GASOLINA ERA VENDIDA POR R$ 3,00

Alertado, sobre a confirmação do posto de combustível montado na residência, o delegado Walkmar da Silva Negré determinou que peritos do Instituto de Criminalística (IC) realizassem toda perícia no interior do imóvel, bem como a autoridade policial determinou que todo combustível existente na casa fosse retirado por medida de segurança. O combustível foi apreendido como forma de prova da venda irregular e por risco de explosão.

Quando os policiais civis recolhiam o material o pedreiro chegou e foi detido e encaminhado para o 2º Distrito Policial para dar explicações sobre a venda de combustíveis que era comercializado a R$ 3,00 o litro. Ele foi indiciado pela receptação de combustível e posteriormente liberado.

Áudio: ouça entrevista com um dos compradores do combustível

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias